Campo Grande Quinta-feira, 30 de Maio de 2024


Interior Quarta-feira, 03 de Dezembro de 2008, 10:53 - A | A

Quarta-feira, 03 de Dezembro de 2008, 10h:53 - A | A

Amambai arrecadou 7 toneladas de donativos para SC

Da redação (LM)

Integrantes do Corpo de Bombeiros e do SAVE (Serviço de Atendimento Voluntário à Emergência) de Amambai realizaram o embarque de 6 toneladas de donativos, entre alimentos, roupas, calçados e materiais de higiene, para auxiliar as famílias desabrigadas pela enchente em Santa Catarina.

O caminhão, cedido por uma empresa do ramo de construção civil com sede na cidade, deixou Amambai na manhã dessa quarta-feira (3) acompanhado pelo sargento Corpo de Bombeiros, Mário Lopes e pelo voluntário do SAVE, Osmar Godoy que acompanharão pessoalmente a entrega das doações à coordenadoria da Defesa Civil do Estado em Santa Catarina.

Todos os donativos, as 6 toneladas embarcadas nessa quarta e mais cerca de uma tonelada que não coube no caminhão e será enviada posteriormente, desta fez, por meio da Defesa Civil do Estado em Mato Grosso do Sul, segundo a coordenação da campanha, foram frutos da iniciativa de profissionais e voluntários que sacrificaram seus horários de folga no trabalho e o final de semana para realizar as arrecadações e da solidariedade da população de Amambai, município com 33 mil habitantes, que não mediu esforços para apoiar campanha.

A campanha de arrecadação, que foi lançada na sexta-feira passada, 28 de novembro, pelo sargento bombeiro, Wilson Vicente Ferreira e encampada pelo comando e todo o efetivo do 3º Sub-Grupamento do Corpo de Bombeiros e pelos voluntários do SAVE, um grupo composto por pessoas voluntárias que atuam em situações de emergências na cidade, percorreu as ruas de Amambai e recebeu doações de todas as camadas da sociedade, desde empresários e pessoas das classes alta e média, até pessoas mais humildes, residentes em bairros periféricos, mas que também fizeram questão de deixar sua contribuição. (A Gazeta News)

Comente esta notícia


Reportagem Especial LEIA MAIS