CapitalNews

Sexta-Feira, 15 de Fevereiro de 2019, 07h:49

Primeira mulher a presidir a CCJ, Simone afirma que não terá projeto engavetado

Por Marco Eusébio

Da coluna Entrelinhas da Notícia
Artigo de responsabilidade do autor

Marcos Oliveira/Agência Senado

ColunaMarcoEusébio

O vice-presidente da CCJ Jorginho Mello (PR-SC) e Simone Tebet (MDB-MS), primeira mulher a presidir a comissão

Primeira mulher a presidir a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, Simone Tebet (MDB-MS) afirmou aos senadores ao assumir o cargo na quinta (13) que será imparcial no tratamento das matérias e que não deixará nenhum projeto engavetado, inclusive os considerados polêmicos. A CCJ, por onde passam as matérias mais importantes da Casa, sempre foi motivo de embate entre os senadores, que costumam terminar a legislatura frustrados por não ter seus projetos analisados. Simone frisou que não fará nada sozinha, e vai partilhar atribuições com o colegiado. "Afinal, somos 27 senadores, e 27 cabeças pensam melhor do que uma". Acrescentou que todos os projetos, sejam do governo ou dos senadores, terão prioridade e relevância, na medida em forem considerados urgentes para o País. Ouça abaixo.

 

 

   Leia a coluna de hoje clicando aqui em Marco Eusébio in Blog


Fonte: CapitalNews

Visite o website: wwww.capitalnews.com.br