Campo Grande Segunda-feira, 17 de Junho de 2024



Agronegócio Segunda-feira, 27 de Maio de 2024, 18:12 - A | A

Segunda-feira, 27 de Maio de 2024, 18h:12 - A | A

Levantamento

Safra de soja tem redução de 21,8% no Mato Grosso do Sul

Do total produzido mais de 70% vão para a exportação

Elaine Oliveira
Capital News

As lavouras de soja ocupam 4,2 milhões de hectares de Mato Grosso Sul. Do total produzido, pouco mais de 70% vão para a exportação. Os principais mercados consumidores do grão são a China (68%) e a Argentina com (23%). O Estado ocupa a quarta posição no cenário nacional de produção da proteína.

Na safra 2023/2024, Mato Grosso do Sul expandiu sua área de soja (4,2 milhões) em 5,2% em comparação com o ciclo anterior. No entanto, a produtividade foi de 48,84 sc/ha, uma redução de 21,8%. A produção resultante foi de 12,3 milhões de toneladas, uma retração de 17,7%.

De acordo com dados do projeto Siga/MS, executado pela Aprosoja/MS, a produtividade inicialmente projetada era de 54 sc/ha. Contudo, após uma revisão em abril, a produtividade foi reajustada para 50,5 sc/ha. Isso representa uma redução de 9,6% em relação à projeção inicial. A produtividade final de 48,84 sc/ha é a terceira pior nos últimos 10 anos.

Em relação à produção total, houve uma redução na estimativa inicial de 1,47 milhão de toneladas, ou seja, uma queda de 10,6%. Ao analisar o histórico dos últimos 10 anos, fica evidente que perdemos uma grande eficiência no cultivo da soja.

Os cinco municípios que lideram o ranking de produtividade nesta safra são Alcinópolis (75,5 sc/ha); Costa Rica (74,53 sc/ha); Chapadão do Sul (71,81 sc/ha); São Gabriel do Oeste (64,57 sc/ha) e Sonora (59,79 sc/ha).

Comente esta notícia


Reportagem Especial LEIA MAIS