Campo Grande Segunda-feira, 27 de Maio de 2024


Cultura e Entretenimento Terça-feira, 11 de Novembro de 2008, 18:48 - A | A

Terça-feira, 11 de Novembro de 2008, 18h:48 - A | A

Lançamento do livro \"Recordar é Viver\" acontece no Centro Cultural

Da Redação

Acontecerá na próxima sexta-feira (14), em Campo Grande, às 20h, na galeria Wega Nery do Centro Cultural José Octávio Guizzo, o lançamento do livro "Recordar é Viver" com autoria do aquidauanense João Augusto Lopes. O lançamento do livro é patrocinado pela Fundação de Cultura e o Governo do Estado de Mato Grosso do Sul através do Fundo de Investimentos Culturais (FIC).

“Recordar é Viver” é o primeiro livro publicado pelo autor. A obra de contos narra fatos que marcaram a infância e adolescência de João Augusto Lopes, na cidade de Aquidauana, a Princesa do Sul, como era denominada antes da divisão do Estado. Lembra do velho Dito, com sua charanga "Os Demônios Endiabrados", que alegrava os carnavais e as partidas de futebol no Estádio Noroeste. Da família Mongelli, liderada pelo Maestro Luiz Mongelli, que com sua banda acordava os aquidauanenses nas comemorações festivas. Fala do seu Cardoso, o primeiro vendedor de revista da cidade e quando esteve na capa da revista "O Cruzeiro". Do radialista Antônio Garcia e da Dona Tôta, construtores da Rádio Independente, a Estação do Martelinho, como era denominada.

"Este trabalho foi prefaciado pela saudosa escritora e artista plástica Nelly Martins, minha grande incentivadora. Esteve alguns anos sob malhete, somente agora, com o apoio do presidente da Fundação de Cultura, Américo Calheiros, o filho da Dona Jura, lá de Aquidauana, tivemos a oportunidade de concretizá-lo", frisou o autor.

Do escritor: João Augusto Lopes é procurador jurídico da Federação das Associações dos pais e amigos dos excepcionais (Apaes) do Estado de Mato Grosso do Sul desde 1995, tendo participado diretamente da fundação de inúmeras APAEs do Estado, inclusive autor de alguns artigos sobre a inclusão educacional, com responsabilidade, da pessoa com deficiência mental no ensino comum. (Com assessoria)
.

Comente esta notícia


Reportagem Especial LEIA MAIS