Campo Grande Segunda-feira, 20 de Maio de 2024



Cotidiano Terça-feira, 16 de Dezembro de 2008, 12:38 - A | A

Terça-feira, 16 de Dezembro de 2008, 12h:38 - A | A

Pesqueiro desativado proliferou algas

Da redação (LM)

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semades) notificou um pesqueiro, que fica dentro da área de influência da Área de Proteção Ambiental do Lageado em Campo Grande, e que é apontado por ser o responsável pela proliferação de algas nas águas do córrego Lageadinho, que faz parte do sistema de captação de água e abastece 12% da população da Capital. A proliferação fez com que a água de Campo Grande tivesse um odor e gosto fortes e desagradáveis.

Conforme a chefe da Divisão de Licenciamento e Fiscalização, Denise Galico Marroni Name, no Pesque-Pague Priveta em Campo Grande , constatou que no local houve um processo de eutrofização, o que na prática significa houve um lançamento de uma grande quantidade de nutrientes em níveis fora de controle, o que ocasionou o surgimento em grande escala de algas.

A chácara, onde funciona o pesqueiro, que tem mais de oito hectares, funcionava como pesqueiro, mas está abandonado há mais 4 anos. A manutenção da Lagoa Dourada estaria suspensa. Parte dessa água é levada para o Córrego Lageadinho e deságua no Córrego Lageado, responsável pelo abastecimento de 26 bairros da Capital.

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente notificou hoje o dono da chácara, que tem 15 dias para se manifestar. Na última semana, várias pessoas denunciaram que a água estava com cheiro e gosto fortes. A suspeita é que tenha havido contaminação por proliferação de algas. O abastecimento já está normalizado.

A concessionária Águas Guariroba registrou um boletim de ocorrência na Delegacia de Combate aos Crimes Ambientais (Decat) onde solicita uma investigação do caso.

Foram afetados os bairros Centro, Vila Planalto, Tijuca, Coophamat, Santa Emília, Nova Bandeirantes, Taveirópolis, Marcos Roberto, Vila Nhanhá, Jockey Clube, Piratininga, Vila Albuquerque, Jd. América, Santo Eugênio, Vila Progresso, Alves Pereira, Monte Líbano, Jd. Colibri, Jd. TV Morena, Universitário, Tarumã, Jd. Batistão, Amambaí, Guanandy, Jd. Buriti, Vila Carvalho, Jd. São Bento e adjacências. (Com informações do MS Record)

Comente esta notícia


Reportagem Especial LEIA MAIS