Campo Grande/MS, Quarta-Feira, 16 de Junho de 2021 |
27˚
(67) 3042-4141
Cotidiano
Quarta-Feira, 09 de Junho de 2021, 11h:05
Tamanho do texto A - A+

Em época de pandemia Dia da Imunização se torna importante

Data é para conscientização sobre a importância de manter todas as principais vacinas em dia

Elaine Silva
Capital News

Anderson Ramos/Capital News

Covid-19: Inicia da vacinação em gestantes e puérperas na Capital

Vacina contra a covid-19

Comemorado nesta quarta-feira (9) o Dia da Imunização tem como objetivo conscientizar a população sobre a importância de manter todas as principais vacinas em dia, diminuindo a probabilidade de contrair diversas doenças, como a caxumba, o sarampo, o tétano, a gripe, pneumonia e meningites, entre outras. Atualmente o mundo está passando pela pandemia da covid-19, e após muita luta e estudo foi possível  fabricar imunizantes (vacinas) contra o vírus. “Somente a vacinação em massa poderá combater a pandemia que nos assola há mais de um ano. Muitas vidas serão salvas com a vacina da covid-19 e por isso a importância da conscientização que a imunização não é algo individual e sim coletivo”, destacou o Dr. Alberto Jorge Félix Costa CRM-MS 1266, diretor técnico responsável Imunitá.

Os feitos alcançados pelas imunizações representam um dos maiores avanços em saúde pública já conquistados pelo homem. Com a pandemia, nunca se falou tanto de vacina como agora e a população nunca quis tanto ser imunizada. Conforme a assessoria, atualmente o grande desafio é promover o acesso à imunização para todos, especialmente nas regiões mais pobres do mundo, onde a carga de qualquer doença é ainda maior. O Departamento Científico de Imunizações da Associação Brasileira de Alergia e Imunologia (ASBAI) alerta para a importância de se vacinar, já que as vacinas modificaram a história natural da humanidade. “As vacinas trouxeram impactos diretos na redução da mortalidade, principalmente nos casos de doenças infecciosas, como sarampo, varicela e coqueluche. E hoje, assistimos a importância dela diante da pandemia da covid-19”, esclarece a Dra. Lorena de Castro Diniz, Coordenadora do Departamento Científico de Imunizações da ASBAI.

Na terça-feira (8) 7.836 pessoas foram vacinadas contra covid-19, em Campo Grande. Ao todo 323.156 receberam a primeira dose e 132.577 a segunda dose. Nesta quarta-feira (9)  a Prefeitura de Campo Grande irá realizar a vacinação contra a Covid-19 em gestantes e puérperas com até 45 dias pós-parto de 18 anos  ou mais e de pessoas que tomaram a primeira dose de Coronavac-Sinovac-Butantan até o dia 19 de abril. Os pontos de imunização irão funcionar somente no período da tarde.

História da vacina
A primeira vacina de imunização foi criada pelo médico britânico Edward Jenner, em 1876, que descobriu como imunizar as pessoas expostas ao vírus da varíola. As vacinas são produzidas com propriedades dos próprios vírus/bactérias causadores das doenças, mas em estado inativo. Quando entra em contato com o organismo, o corpo não interpreta que o vírus está morto e produz anticorpos para combater o agente invasor. Assim, quando a pessoa é exposta aos vírus ativos de determinada doença, o seu corpo já terá anticorpos para evitar a contaminação.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix