Campo Grande/MS, Domingo, 03 de Julho de 2022 |
27˚
(67) 3042-4141
Colunistas
Sábado, 14 de Maio de 2022, 14h:22
Tamanho do texto A - A+
Colunistas

Dieta DASH: método contribui para se alimentar bem e reduzir a hipertensão

Por Laura Fassina

Da coluna Bem-Estar
Artigo de responsabilidade do autor

Descubra o que está por trás da dieta que promete aumentar a qualidade de vida de quem sofre com pressão alta

iStock

ColunaBem-Estar

Apesar de não ser uma grande novidade, a dieta DASH está mudando a maneira com que muitos brasileiros vivem. O método foi criado por cientistas do Instituto Nacional do Coração, Pulmão e Sangue, nos Estados Unidos (que, em inglês, corresponde à sigla NHLBI), preocupados com os casos crescentes de hipertensão entre a comunidade estadunidense.

Desde que foi divulgada, no final dos anos 90, a dieta DASH tem sido vista como um guia alimentar que é capaz de melhorar os índices de hipertensão na sociedade.

Essa dieta indica uma série de alterações para promover uma saúde melhor. Não tem o emagrecimento como principal objetivo, mas pode ajudar a perder peso nos casos em que a pessoa tem sobrepeso, por conta de uma má alimentação, principalmente se a dieta for aliada a uma rotina de exercícios físicos.

Como toda dieta, especialistas indicam que as pessoas procurem um especialista, seja com formação em faculdade de nutrição ou em medicina, na área da endocrinologia, para se certificar que as mudanças alimentares são seguras e condizem com a necessidade de cada indivíduo.

O significado da dieta DASH
O nome da dieta é uma sigla que, em português, significa "Abordagem dietética para parar a hipertensão" (em inglês, “Dietary Approaches to Stop Hypertension”). Os estudos do Instituto Nacional do Coração, Pulmão e Sangue, dos Estados Unidos, comprovaram que pessoas que adotaram essa dieta tiveram resultados positivos no controle da pressão arterial, diminuindo o LDL, conhecido como “colesterol ruim”.

Estima-se que a hipertensão seja uma condição presente em dois terços da população mundial. No Brasil, segundo dados divulgados pela Sociedade Brasileira de Hipertensão, 36 milhões de pessoas sofrem com a doença.

É considerada hipertensão quando a pessoa tem uma pressão arterial maior que 140/90 milímetros de mercúrio (mmHg), ou ainda mais simplificado, 14 por 9. Por isso, a principal ação da dieta DASH é propor uma alimentação com redução significativa de sódio.

Para obter resultados, a dieta propõe a ingestão de, no máximo, 2.300 miligramas de sódio por dia, o equivalente a 5 gramas de sal. A ideia é que a redução continue até chegar a 1.500 miligramas por dia, o que significaria 3,6 gramas de sal.

Além disso, também é aconselhado o consumo de uma quantidade maior de vegetais, como frutas e legumes, além de substituir as proteínas por carnes magras e leites sem gordura.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix