Campo Grande Quinta-feira, 23 de Maio de 2024


Rural Quarta-feira, 26 de Novembro de 2008, 09:58 - A | A

Quarta-feira, 26 de Novembro de 2008, 09h:58 - A | A

Empresa sucroalcooleira fecha usinas em MS e outros estados

Redação Capital News (www.capitalnews.com.br)

A Clean Energy Brasil (CEB) anunciou o adiamento de quatro projetos de novas unidades sucroalcooleiras no país, em decorrência da crise de crédito, e admitiu ainda perdas de US$ 15,5 milhões em operações de hedge cambial. A companhia, que tem 100% do capital aberto na Bolsa de Londres, possui, entre as unidades já em operação no país, 49% de participação da Usina Cidade Gaúcha (Usaciga), no Paraná, e é acionista da Unialco MS, dona da Aralco, em Aparecida do Taboado (MS).

Além da crise de crédito, a Clean Energy relatou ainda como causa da suspensão dos projetos o crescimento de 21% da dívida da empresa, com a valorização de 35% do dólar ante o real. Segundo a companhia, as perdas de US$ 15,5 milhões com operações de hedge cambial contribuíram para uma perda líquida de aproximadamente US$ 21,4 milhões.

Na Usaciga, a Clean Energy moeu 1,4 milhão de toneladas, produziu 105 mil toneladas de açúcar e 46 milhões de litros de etanol. As vendas durante os nove primeiros meses do ano foram de aproximadamente US$ 45,7 milhões. Cerca de 600 mil toneladas da cana-de-açúcar processadas na Usaciga são do projeto da usina Santa Mônica, localizado na cidade homônima do Paraná e que prevê a construção de uma usina para moer 2,5 milhões de toneladas de cana. (Gazeta do Povo)

Comente esta notícia


Reportagem Especial LEIA MAIS