Campo Grande/MS, Sexta-Feira, 01 de Julho de 2022 |
27˚
(67) 3042-4141
Reportagem Especial
Domingo, 19 de Junho de 2022, 08h:37
Tamanho do texto A - A+

Está com saudade de um arraial, filha?

Amantes de festas juninas contam como é participar presencialmente após dois anos

Renata Silva
Especial para o Capital News

Olha a quadrilha! É verdade.

Acervo pessoal

Está com saudade de um arraial, filha?

Decoração da festa junina em família na casa de Arlinda

Estava ansiosa(o) para uma festa junina filha? Então bora pro arraiá. Depois de dois anos de pandemia, junho está trazendo de volta as tradicionais festas juninas, agora, presenciais graças à flexibilização das restrições sanitárias impostas pela Covid-19.

 

E tem muita gente que estava com saudade das quermesses, a agente comunitária de saúde Maria Arlinda Ayala, de 47 anos, moradora do Jardim Zé Pereira é uma dessas pessoas. Casada, ela têm quatro filhos e três netos, todos moram com ela. Ela conta que assim como ela, eles estavam ansiosos para o retorno dos festejos.

Acervo pessoal

Está com saudade de um arraial, filha?

Neta da dona Maria Arlinda, Maria Eloisa Ayala dos Santos 4 anos. Maria Arlinda e o marido


No ano passado, para a data não passar em branco, Maria Arlinda fez uma festa junina em casa com direito a roupas e comidas típicas. Este ano, além de visitar os locais, quer fazer uma festa maior, envolvendo os parentes e alguns conhecidos, a previsão é que a seja julina, na segunda quinzena de julho.“Ainda não vai ser um evento tão grande, por causa da pandemia, que ainda não acabou. Em 2023 será maior”, detalha.

E tem quem desde cedo já quer curtir o arraial, é o caso da pequena Melanie Colman Santos de 4 anos, sabe o que ela pediu para mãe? Pediu para dançar quadrilha. A mãe, a dona de casa Luciana Colman de 37 anos não participa dos festejos por causa da religião, mas dessa vez resolveu ceder.

"Orei muito pedi discernimento para Deus e resolvi levá-la"


“Esse ano foi um ano diferente. Quando a Mel chegou em casa e falou mãe posso ir ficar com meus amigos e comer algumas comidas. Orei muito pedi discernimento para Deus e resolvi levá-la”, completa a mãe.

Além da menina, Luciana têm outro filho, o Lucas Gabriel Colman Santos de 8 anos. Ela explica que para seguir a tradição e alegrar os filhos, tentou fazer uma maçã do amor em casa, mas não deu certo. “foi uma negação, saiu borrachuda”, detalhou.

Acervo pessoal

Está com saudade de um arraial, filha?

Luciana e a pequena Melanie de 4 anos pronta para festa junina

A dona de casa Elza de Aquino Stahl de 44 anos, moradora do São Conrado também estava com saudades das comemorações juninas. Ela, o marido e os filhos já participaram de duas este ano, uma na escola da filha Ana Paula Sthal de Ancantara de 10 anos e a outra no Arraiá de Santo Antônio, já estão de olho no calendário para poderem visitar mais lugares.

“Parece um sonho, uns dez anos sem festa. Por isso quero aproveitar cada segundo”


Segundo ela depois de dois anos sem a festa, este ano está sendo muito especial. “Parece um sonho, uns dez anos sem festa. Por isso quero aproveitar cada segundo”, enfatiza.

Acervo pessoal

Está com saudade de um arraial, filha?

A pequena Ana Paula Sthal de Ancantara de 10 anos a caminho da festa junina da escola com a mãe e com o pai

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix