Segunda-feira, 20 de Maio de 2024



Nacional Terça-feira, 30 de Dezembro de 2008, 15:04 - A | A

Terça-feira, 30 de Dezembro de 2008, 15h:04 - A | A

Pobres não vão pagar a conta da crise, afirma Lula no Recife

Da Redação

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta terça (30) no Recife (PE) que os pobres "não pagarão a conta" dos efeitos da crise internacional no Brasil.

"Os pobres não pagarão a conta dessa crise nesse país. Nós não vamos travar a economia por conta da crise. Não queremos que os empresários que estão fazendo investimento deixem de fazer investimentos", afirmou o presidente.

No último compromisso oficial em 2008, o presidente esteve na capital pernambucana para inaugurar a conclusão da primeira etapa das obras do Parque Dona Lindu, batizado com o nome da mãe do próprio Lula. Ele passará o Ano Novo no arquipélago de Fernando de Noronha.

Em discurso, Lula mirou os críticos. Segundo ele, "tem gente torcendo para a crise arrebentar o Brasil".

"'Agora a crise vai pegar o Lula, vamos ver se ele vai continuar bom nas pesquisas, agora ele vai se lascar'. Essa gente que fala assim ou não me conhece ou não conhece o retirante nordestino", declarou o presidente, que lembrou das origens em Pernambuco, antes de migrar com a mãe e os irmãos para São Paulo.

"É muito fácil escrever um artigo sentado em uma mesa tomando uísque. O difícil é ficar com a caneta na mão. Faço ou não faço. Assino ou não assino", disse.

Para o presidente, o país poderá ter problemas com a eventual retração das exportaçoes para EUA e Europa, mas ressalvou: "Temos alguma vantagem com relação a isso: que é o fortalecimento do mercado interno".(Fonte: G1)
.

Comente esta notícia


Reportagem Especial LEIA MAIS