Campo Grande Quarta-feira, 29 de Maio de 2024


Esporte Quarta-feira, 24 de Dezembro de 2008, 07:38 - A | A

Quarta-feira, 24 de Dezembro de 2008, 07h:38 - A | A

‘Se eu voltar a jogar será apenas no Vasco’ diz Edmundo

Da Redação (JG)

O destino de Edmundo no Vasco pode ter sido decidido em um cenário quase totalmente rubro-negro. Nesta terça-feira, no intervalo do “Jogo das Estrelas” organizado por Zico em um Maracanã cheio de flamenguistas, o Animal conversou demoradamente com Roberto Dinamite, presidente do clube cruzmaltino, e deixou aberta a possibilidade de continuar defendendo o time de São Januário.

- Já rodei o mundo inteiro, estive em todos os todos os estados do Brasil. Se eu voltar a jogar será apenas no Vasco. Sempre recebi o carinho do Roberto, não fui hostilizado. Tenho uma vida, uma história. Vamos conversar com calma – disse o atacante após a partida beneficente ao ser perguntado sobre uma proposta para atuar pelo Itumbiara no Campeonato Goiano.

Edmundo e Dinamite foram rivais no jogo de Zico, mas jogaram do mesmo lado fora das quatro linhas ao analisar o futuro do Vasco. O presidente cruzmaltino afirmou que as portas estão abertas para o craque continuar a carreira no clube.

- Conversamos algumas coisas no intervalo para definir sua permanência ou não. Não depende só do Vasco, é uma decisão do jogador. O clube Vasco da Gama o reconhece como um ídolo. Temos que ver se haverá a renovação ou se um jogo de despedida – contou Dinamite, que ainda não decidiu se o novo contrato do Animal será de seis meses ou um ano.

 

Roberto revelou que durante a conversa no Maracanã, Edmundo falou sobre como estava sua cabeça sobre o futebol, sobre os problemas que teve no Vasco no ano e as chateações. O atacante confirmou:

- Se me sentir em condições físicas e psicológicas, eu continuo. Mas há outras coisas, como o dia-a-dia. Vamos ver se a gente consegue aparar as arestas – disse o Animal.

- O Vasco sempre o tratou com carinho. O papo foi bom, de um ex-ídolo para um ídolo que está pensando em encerrar a carreira. Estamos abertos para buscar o melhor para ele e para o clube. Se unir os dois lados em harmonia fica mais fácil – completou o presidente. (Globo Esporte)

Comente esta notícia


Reportagem Especial LEIA MAIS