Campo Grande Quarta-feira, 29 de Maio de 2024


Esporte Sábado, 06 de Dezembro de 2008, 11:45 - A | A

Sábado, 06 de Dezembro de 2008, 11h:45 - A | A

Patrocinador desiste de parceria e complica finanças do Fla

Da Redação (JG)

À beira de 2009, o Flamengo descobrirá que o poço do clube não tem petróleo e é muito mais fundo do que se imagina. Em reunião na última quinta-feira, a diretoria da Petrobras desaconselhou a renovação do compromisso com o clube carioca.

A decisão é reflexo da crise mundial. Com a economia retraída e precisando de sucessivos empréstimos bancários, a gigante do ramo petrolífero decidiu cortar despesas. E uma delas, segundo o encontro da alta cúpula, é o patrocínio ao Flamengo.

O atual compromisso termina em janeiro de 2009 e rendeu aos cofres do clube carioca R$ 16,2 milhões. As negociações para a renovação por três anos se estendem há algum tempo. Inicialmente, o Fla desejava R$ 20 milhões. Entretanto, após rodadas de negociação, o valor caiu para R$ 18 milhões e o contrato por três anos estava quase acordado.

No entanto, a reunião de quinta-feira pode estragar os planos do Flamengo e prejudicar drasticamente o orçamento de 2009. Afinal, o clube terá pouco mais de um mês para negociar um novo patrocínio. Até o início da noite de sexta, o presidente Marcio Braga não sabia da desistência da Petrobras.

- Não tem nada novo. Vamos aguardar para ver o que acontece. O prazo se encerra quando o atual contrato acabar – diz o dirigente.

Em 2009, a parceria entre Flamengo e Petrobras completaria 25 anos. (Globo Esporte)

Comente esta notícia


Reportagem Especial LEIA MAIS