Campo Grande Segunda-feira, 20 de Maio de 2024



Esporte Segunda-feira, 01 de Dezembro de 2008, 12:42 - A | A

Segunda-feira, 01 de Dezembro de 2008, 12h:42 - A | A

No Vasco, Dinamite rebate possibilidade de rebaixamento

Redação Capital News (www.capitalnews.com.br)

O próximo final de semana irá definir como será o ano de 2009 para o Vasco. O time é o 18º colocado do Campeonato Brasileiro, e precisa vencer o Vitória na última rodada da competição para saber se irá se manter na elite ou se passará o próximo ano sofrendo na Série B do Brasileirão.
Mas no que depender da cúpula cruzmaltina, o futuro do clube é a Série A. Neste domingo, após a vitória fora de casa por 2 a 0 sobre o Coritiba, o presidente Roberto Dinamite se negou a acreditar na possibilidade de uma queda do seu time. Para ele, o Vasco tem plenas condições de fechar o ano a salvo.

“Sinceramente, eu não quero viver essa experiência. Não vai ser legal para o Vasco, não vai ser legal para mim”, afirmou Dinamite, acreditando na salvação. “Nós queremos e vamos buscar. Pode ter sofrimento, mas vamos reagir”, acrescentou.

Além de precisar vencer seu jogo, o Vasco terá que contar com derrotas de Figueirense (17º colocado, recebe o Internacional no final de semana) e Atlético-PR (que ocupa o 16º lugar e hospeda o Flamengo na despedida) para fugir da degola. O Vasco, por sua vez, recebe o Vitória em São Januário, em jogo no domingo, às 17 horas (horário de Brasília).

No entanto, antes de esperar os tropeços de catarinenses e paranaenses, o Vasco da Gama precisa fazer sua parte. “O Vasco depende muito do Vasco. Temos que fazer nossa parte, senão, não adianta nada”, lembra Roberto Dinamite.

As opiniões são semelhantes às do técnico Renato Gaúcho, que admitiu alguma pressão por resultados, mas que também confia na possibilidade de escapar da Série B do Campeonato Brasileiro do ano que vem. “Eu disse, lá atrás, que iríamos sofrer até a última rodada, que iríamos sofrer. Por isso, agradeço ao apoio da nossa torcida”, disse Renato. (Fonte: Gazeta Esportiva)

Comente esta notícia


Reportagem Especial LEIA MAIS