Campo Grande Quarta-feira, 29 de Maio de 2024


Cotidiano Quinta-feira, 13 de Novembro de 2008, 08:35 - A | A

Quinta-feira, 13 de Novembro de 2008, 08h:35 - A | A

Mais de 2,2 mil audiências para Semana da Conciliação estão agendadas

Da redação (LM)

Para a Semana da Conciliação, que será realizada em todo o país de 1º a 5 de dezembro, já estão agendadas em Mato Grosso do Sul 2.223 audiências, e destas 1.103 só na Capital. Os dados ainda são preliminares, mas já começam a desenhar o esforço do Poder Judiciário em promover a justiça rápida e eficiente por meio da conciliação.

Nesta edição, as 54 comarcas sul-mato-grossenses participam, porém os números ainda não abrangem todas porque algumas ainda estão agendando, outras apresentarão estatísticas totalizadas na próxima semana - em razão da procura, mas em todas as varas, os servidores estão atentos: o prazo para agendamento termina amanhã (14) e não haverá prorrogação.

As partes interessadas na conciliação podem solicitar a designação de audiência de conciliação no cartório da vara onde o processo está tramitando, que o cartório providenciará as intimações necessárias. Depois desse prazo, o agendamento somente será possível se as duas partes comparecerem ao cartório, pois não haverá tempo hábil para intimação das partes.

O objetivo da mobilização é disseminar em todo o país a cultura da paz e do diálogo, desestimular condutas que tendem a gerar conflitos e proporcionar às partes uma experiência de sucesso na conciliação. A novidade deste ano é a participação dos Desembargadores Tânia Garcia de Freitas Borges, Sideni Socini Pimentel, Vladimir Abreu da Silva, Luiz Tadeu Barbosa Silva e Fernando Mauro Moreira Marinho – a primeira participou em 2007, mas foi a única.

Divulgação – Para que um maior número de pessoas conheça essa prática e participe do mutirão conciliatório, a Comunicação Institucional do Tribunal de Justiça disponibilizou no site www.tjms.jus.br todas as informações sobre o evento, além de spot para veiculação em rádios, anúncios em formato 1/4 e 1/8 de página para jornais impressos e banners para sites, além de arte para cartazes. (TJ/MS)

Comente esta notícia


Reportagem Especial LEIA MAIS