Campo Grande/MS, Quinta-Feira, 02 de Dezembro de 2021 |
27˚
(67) 3042-4141
Colunistas
Sábado, 02 de Outubro de 2021, 14h:33
Tamanho do texto A - A+
Colunistas

Minirroteiro de viagem para o Jalapão

Por Raphael Granucci

Da coluna Viagens
Artigo de responsabilidade do autor

Conheça um dos destinos mais bonitos do Brasil

iStock

ColunaViagens

O ano de 2020 foi uma grande decepção para o turismo. Devido à pandemia e ao seu consequente isolamento social, para conter a propagação do novo coronavírus, muitos estabelecimentos tiveram de pausar suas atividades. Em 2021, porém, a pandemia parece ter dado um alívio, e o setor voltou a funcionar quase que normalmente, retomando as atividades. E, para aproveitar esse momento, por que não viajar para um dos destinos mais lindos do Brasil? Conheça um pouco sobre o Jalapão!

Por onde começar a viagem   
A primeira coisa é planejar a sua viagem, com passagens ou revisão do carro, caso vá dirigindo. Se você vem de fora do estado do Tocantins, é necessário pousar no aeroporto de Palmas. Aproveite também, caso tenha tempo, um pouco da capital do Tocantins: Palmas é uma cidade planejada, com amplas avenidas e praias de rio maravilhosas nas proximidades da cidade. Para viajar até o Jalapão, prefira alugar um carro. Saindo de Palmas, a estrada é apenas terrestre: até Mateiros, que é um vilarejo no Jalapão, são 350 km de viagem. Por conta das condições da estrada, que tem trechos de areia e terra, as velocidades podem se tornar mais lentas.


Seguindo até a cidadezinha de Novo Acordo, aproveite para abastecer o carro, mesmo que tenha um modelo mais econômico, para enfrentar os primeiros 150 km de pura estrada de areia, até São Félix do Tocantins, local onde é possível parar para almoçar em bons restaurantes.

No Jalapão
Saindo de São Félix do Tocantins, você, de fato, começará a curtir o melhor que há no Jalapão. Cerca de 60 km para frente está a Cachoeira do Formiga, que tem uma mata considerável ao redor para enfeitar a belíssima piscina natural e quente para se refrescar do calor do Tocantins. 10 km a mais e você estará no Fervedouro do Ceiça, que proporciona uma experiência única: a de ficar na superfície da água por força da própria, uma vez que esta é uma nascente em que a água nasce com tanta pressão que é simplesmente impossível de afundar.

 

Aproveite também para conhecer a comunidade local, no povoado de Mumbuca, onde há venda de artesanatos feitos com capim da região. Para aproveitar a viagem a fundo, reserve um quarto em uma pousada da região, pois apenas um dia não será o suficiente para curtir tudo o que o Jalapão oferece – para aproveitar as Dunas Douradas do Jalapão, é necessário um dia todo de dedicação. E não se esqueça de preferir um carro econômico, que consome menos gasolina que o comum para curtir a viagem. 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix