Campo Grande Segunda-feira, 24 de Junho de 2024




Marco Eusébio Quarta-feira, 22 de Maio de 2024, 18:59 - A | A

Quarta-feira, 22 de Maio de 2024, 18h:59 - A | A

Coluna Entrelinhas da Notícia

O futebol de MS sem Cezário...

Por Marco Eusébio

Da coluna Entrelinhas da Notícia
Artigo de responsabilidade do autor

UFMS Divulgação

ColunaMarcoEusébio

Morenão das eternas interdições e reformas

A prisão do presidente da Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul (FFMS), Francisco Cezário, na Operação Cartão Vermelho do Gaeco, suspeito de comandar um esquema que desviou pelo menos R$ 6 milhões de verbas repassadas pela CBF e pelo Governo do Estado à entidade, gera na cabeça do torcedor sul-mato-grossense a expectativa de que o futebol regional possa voltar a melhorar. É provável, já que as quase três décadas de Cezário no comando da FFMS coincidem com a decadência do futebol regional, que já foi forte e respeitado antes dele.

Mas não é só o Cartão Vermelho do Gaeco que vai levantar o futebol estadual, mas já é um pontapé inicial.

O futuro do esporte vai depender, por um lado, das diretorias dos clubes que, com raríssimas exceções, sempre se mantiveram submissas ao até então eterno presidente da federação.

Vai depender também de o poder público regional parar de jogar para a torcida repassando dinheiro do contribuinte em "apoios vãos" ao esporte, seja para a instituição que era monopolizada por Cezário, seja jogando dinheiro fora em sucessivas reformas do velho e Morenão, que ninguém nunca viu resultado.

Vale lembrar que o estádio é da Universidade Federal (UFMS), que até já ergueu construções no antigo estacionamento de torcedores deixando claro que não se interessa pelo futebol e não quer ver seu campus invadido pelas torcidas, nem sempre civilizadas.

Melhor seria investir o dinheiro do contribuinte na construção de um estádio municipal ou estadual em Campo Grande, que possa atrair grandes times do futebol nacional.

Uma nova e moderna arena na Capital atrairia jovens torcedores, que não conheceram o auge do Operário e Comercial. E é justamente da torcida, que atrai patrocinadores, que os clubes dependem para voltar a se reerguer.

Caso isso um dia aconteça, os gestores escalados para a prefeitura ou governo estariam fazendo muito mais pelo esporte. E, provavelmente, até entrando para a história regional com cadeira cativa.

  

LEIA A COLUNA DE HOJE CLICANDO AQUI EM MARCO EUSÉBIO IN BLOG

 
• • • • •

Nascido em Santo André (SP) e radicado em Campo Grande (MS) desde a adolescência, Marco Eusébio é um dos mais experientes jornalistas de Mato Grosso do Sul. Com um estilo refinado e marcante de escrever, ficou conhecido como autor de uma das mais lidas colunas divulgadas em sites de notícias do estado. Agora em formato “in blog” amplia a comunicação com seus leitores através deste Portal www.marcoeusebio.com.br ativado no dia 29/2/2009.

Comente esta notícia


Reportagem Especial LEIA MAIS