Campo Grande/MS, Domingo, 15 de Dezembro de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Colunistas
Terça-Feira, 03 de Dezembro de 2019, 07h:29
Tamanho do texto A - A+
Colunistas

Nelsinho defende 'reação firme' do Brasil contra taxação de aço e alumínio pelos EUA

Por Marco Eusébio

Da coluna Entrelinhas da Notícia
Artigo de responsabilidade do autor

Marcos Oliveira/Agência Senado

ColunaMarcoEusébio

Nelsinho diz que taxação anunciada por Trump será discutida na comissão de Relações Exteriores do Senado

O senador Nelsinho Trad (PSD-MS), presidente da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional do Senado, defendeu ontem (02) em entrevista ao Estadão que "o Brasil tem de ter uma posição mais firme" em reação ao anúncio do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de retomar as tarifas sobre o aço e alumínio brasileiros, acusando o país, junto com a Argentina, de desvalorizar suas moedas para estimular a exportação de produtos agropecuários. "Brasil e Argentina têm presidido uma desvalorização maciça de suas moedas. O que não é bom para nossos agricultores", escreveu Trump no Twitter. "Portanto, com efeito imediato, restaurarei as tarifas de todo o aço e o alumínio enviados para os EUA a partir desses países", acrescentou.

Para Nelsinho, Trump é candidato à reeleição e busca agradar o setor do agronegócio de seu país. "O Brasil não fez essa desvalorização cambial de propósito. Essa flutuação cambial é algo natural da nossa economia. E o que a gente observa nesta medida foi uma retaliação por parte do presidente dos Estados Unidos, mais para poder atender politicamente ao setor do agronegócio de lá", disse o senador afirmando que o assunto será tratado na próxima reunião da comissão no Senado na quinta-feira.

Os ministérios de Relações Exteriores, Economia e Agricultura se pronunciaram por meio de nota afirmando que "o governo trabalhará para defender o interesse comercial brasileiro e assegurar a fluidez do comércio com os EUA". O presidente Jair Bolsonaro declarou que não considera a medida de Trump como "retaliação" e disse que, se necessário, vai conservar com o presidente dos EUA.

 

 

   Leia a coluna de hoje clicando aqui em Marco Eusébio in Blog

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix