Campo Grande/MS, Domingo, 03 de Julho de 2022 |
27˚
(67) 3042-4141
Colunistas
Sábado, 21 de Maio de 2022, 16h:48
Tamanho do texto A - A+
Colunistas

Deputados pedem investigação de colega que deu tiro em sessão da Assembleia de MS

Por Marco Eusébio

Da coluna Entrelinhas da Notícia
Artigo de responsabilidade do autor

Da assessoria

ColunaMarcoEusébio

João Henrique Catan participou por vídeo da sessão da Alems em estande de tiro

Três deputados estaduais –  Amarildo Cruz e Pedro Kemp (ambos do PT), e Paulo Duarte (PSB) – protocolaram hoje de manhã na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (Alems) pedido à Mesa Diretora para que seja aberta investigação por possível quebra de decoro pelo deputado João Henrique Catan (PL), que nesta semana, quando foi aprovado projeto de sua co-autoria liberando porte de armas para os CACs (Caçador, Atirador e Colecionador) conforme aqui divulgado, votou por vídeo em estande de tiro fazendo disparos na sessão semipresencial. O episódio do bolsonarista teve repercussão nacional (Veja o vídeo abaixo). Caso a queixa-crime tenha andamento, a comissão de ética pode sugerir cassação de mandato. Embora só os três tenham protocolado o pedido, outros parlamentares também não teriam aprovado tiros ao vivo durante uma sessão, que deve seguir o regimento interno. "Não é coisa de esquerda, como muita gente gosta de falar. A maioria aprovou o projeo dele, isso é democracia, mas não significa que todos aprovaram sua conduta. Vários deputados me disseram que estão indignados", disse ao Blog o deputado Paulo Duarte.

 

• • • • •

 

'Que tiro foi esse?' diz Folha sobre vídeo de deputado de MS atirando durante sessão

Reprodução

ColunaMarcoEusébio

Deputado João Henrique dispara pistola ao declarar voto em sessão da Alems

Sob o título "Que tiro foi esse?" a Folha de S.Paulo reproduziu na quinta (18) no Twitter trecho de vídeo da sessão da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul que aprovou ontem projeto que libera porte de arma para atirador desportivo no estado, aqui divulgado, mostrando o autor da proposta, deputado João Henrique Catan (PL), efetuando disparos em estande de tiro na hora da sessão em que votou virtualmente. Na postagem, a Folha escreveu: "O deputado estadual João Henrique Catan (PL-MS) efetuou disparos com uma pistola durante a votação do projeto de lei que reconhece o risco da atividade de atirador desportivo. Ele afirmou que eram 'advertência ao comunismo'". Veja o vídeo.

 

 

 

LEIA A COLUNA DE HOJE CLICANDO AQUI EM MARCO EUSÉBIO IN BLOG

 

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix