Campo Grande/MS, Sexta-Feira, 03 de Dezembro de 2021 |
27˚
(67) 3042-4141
Rural
Sexta-Feira, 01 de Outubro de 2021, 14h:05
Tamanho do texto A - A+

Ferramentas de gestão viabilizam a produção de soja em MS

Assistência Técnica e Gerencial contribui na ampliação de área plantada em MS

Lethycia Anjos
Capital News

Divulgação/Famasul

Dados foram identificados por meio de estudo técnico da Famasul

Produção de soja

Com expectativa de 7% de avanço na área plantada de soja em Mato Grosso do Sul, para a safra 2021/2022, o Estado destaca-se por seu perfil produtivo e pelo planejamento, gestão e assertividade dos produtores rurais.

 

Presidente da Aprosoja/MS, André Dobashi, destaca que a Assistência Técnica e Gerencial (ATeG), com mapeamento e análises de mercados auxiliam na ampliação da produção da oleaginosa no Estado. “Temos ferramentas e programas técnicos que se conectam para ajudar o produtor rural. Temos o projeto SIGA/MS, que faz todo o acompanhamento do uso e ocupação do solo no estado, assim como o desenvolvimento das safras de soja e milho. Semanalmente, divulgamos o boletim agrícola, com informações sobre clima, a situação da safra em cada estágio de desenvolvimento da cultura, custo de produção, Valor Bruto de Produção e quadro de oferta e demanda”, detalha.

 

Dados do Siga/MS, apontam que área plantada de soja para esta temporada passará de 3,5 milhões de hectares para 3,7 milhões de hectares. “Espera-se que seja uma safra de grandes produtividades, não só pela tecnologia adotada no campo, mas também pelo empreendedorismo do produtor sul-mato-grossense, observando boas práticas de cultivo, expandindo áreas com preservação do meio ambiente e sustentabilidade na produção”, ressalta Dobashi.

 

De acordo com o presidente da Aprosoja, a ATeG do Senar/MS é uma importante ferramenta para auxiliar os produtores rurais. “É feito todo um estudo de necessidades do produtor e um acompanhamento das atividades, por meio do programa ‘Soja Plus’. Com essa iniciativa se faz uma cobertura completa das prioridades a serem adotadas nos campo que, com informação de qualidade, resulta em uma boa produção da soja e do milho no estado”, finalizou.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix