Campo Grande Segunda-feira, 27 de Maio de 2024


Rural Segunda-feira, 24 de Novembro de 2008, 08:36 - A | A

Segunda-feira, 24 de Novembro de 2008, 08h:36 - A | A

Falta de chuva paralisa plantio de soja em MS

Da redação (LM)

O solo já está cheio de rachaduras. Na propriedade de Seu Pedro Lima, não tem caído nenhuma gota d’água. O agricultor suspendeu o plantio da soja. O trabalho está parado há uma semana. Faltam 250 hectares para concluir o plantio.

“Eu parei com uma semana. A previsão nossa de chuva está para o dia 1º de dezembro e é uma previsão fraca. Então eu vou aguardar chover, nascer a área que eu plantei e depois, vindo essa chuva, terminar o meu plantio na fazenda”, afirmou o agricultor.

Em Mato Grosso do Sul, 75% das lavouras foram plantadas, mas, justamente no fim da semeadura, o céu não dá sinais de chuva para o fim dos trabalhos. A recomendação dos especialistas é de executar o plantio com solo úmido. Pelos menos 40 milímetros de água armazenados, mas em certas propriedades os índices estão muito inferiores. Chegam a cinco milímetros. E se semeadura for feita numa terra assim a semente pode nem germinar.

“O produtor precisa de um pouco de cautela e aguardar um pouco para acabar os plantios. O plantio nesse momento aumentará ainda mais o risco que o agricultor está tendo”, estimou o agrônomo Jair Brisolim.

O período recomendado para o plantio da soja, em Mato Grosso do Sul, vai até 15 de dezembro. (Globo Rural)

Comente esta notícia


Reportagem Especial LEIA MAIS