Campo Grande/MS, Sexta-Feira, 01 de Julho de 2022 |
27˚
(67) 3042-4141
Reportagem Especial
Sábado, 18 de Junho de 2022, 13h:47
Tamanho do texto A - A+

Pedagoga transforma aniversário em corrente de solidariedade

De presente, Cleudimara pede roupas de frio para doar a quem precisa

Renata Silva
Especial para o Capital News

Acervo pessoal

Arrecadação de brinquedos para o dia das crianças

Pedagoga transforma aniversário em corrente de solidariedade

Você pensou no que pedir de presente de aniversário? Muitos querem perfumes, outros joias, a quem prefira roupas ou calçados, a professora aposentada Cleudimara não escolheu nada disso. Ela resolveu transformar o aniversário numa corrente de solidariedade, pediu de presente, roupas de frio para aquecer pessoas em situação de vulnerabilidade..

A Cleudimara Sanches Sartori Silva de 59 anos é pedagoga e professora aposentada, ela conta que a iniciativa surgiu após, num dia muito frio, uma mulher pedir um agasalho a ela. “Uma senhora pediu um casaco a mim mostrando que o dela estava rasgado. Aí pensei, em casa estou tão aquecida e mesmo assim estava sentindo frio, foi então que tive a ideia”, detalha.

Acervo pessoal

Pedagoga transforma aniversário em corrente de solidariedade

Print de pedido de arrecadação de roupas de frio

 

A professora vai completar 59 anos no dia 20 de junho e em um grupo de amigos, nas redes sociais fez o pedido: “Queridos amigos, neste mês eu faço aniversário e gostaria de ganhar um presente seu. Sugestão de presentes: casacos que você não usa mais, meias, toucas e cobertas. Esses presentes serão distribuídos para as pessoas vulneráveis que encontram-se sem o privilégio de agasalhos. Conto com você. Pode ser entregue na minha casa Rua Pernambuco, 3011, jardim Autonomista, também é só buscar é só ligar. Deus abençoe você e sua família”.

Os itens arrecadados vão ser doados a pessoas em situação de vulnerabilidade, a Cleudimara quer ajudar cerca de 70 famílias com mais de 80 crianças no bairro Dom Antônio Barbosa. Ela conta que desde que se conhece por gente procura ajudar o próximo, ensinamento este que herdou da mãe.

“Todo mundo adora ganhar presente, mas meu maior presente é ver o sorriso de uma criança, de uma pessoa idosa”

 

Ela se lembra de que quando pequena sempre ajudava os idosos, o pouco que tinha, compartilhava. Ela morava em São Paulo e via muitas coisas ruins, violência, fome, mas a mãe sempre falava para eu ver o lado bom da vida. “Todo mundo adora ganhar presente, mas meu maior presente é ver o sorriso de uma criança, de uma pessoa idosa”.

A Cleudimara participa de uma casa de oração que, desde a sua fundação, ajuda famílias, ela diz que na pandemia sentiu mais vontade de ajudar o próximo. No ano passado, no dia do aniversário, arrecadou alimentos e doou com a mesma intenção. “Eu me sinto muito feliz! É a coisa mais linda olhar para seu irmão e não julgá-lo”. Frisa.

Serviço
Quem quiser ajudar é só levar o agasalho na Rua Pernambuco, 3011, jardim Autonomista
ou ligar no telefone: 67 67 9295-2705

Acervo pessoal

Arrecadação de brinquedos para o dia das crianças

Pedagoga transforma aniversário em corrente de solidariedade

 

Acervo pessoal

Pedagoga transforma aniversário em corrente de solidariedade

Entrega de cobertores na casa de oração

 

Acervo pessoal

Pedagoga transforma aniversário em corrente de solidariedade

Alimentos arrecadados no aniversário do ano passado

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix