Campo Grande/MS, Segunda-Feira, 15 de Agosto de 2022 |
27˚
(67) 3042-4141
Reportagem Especial
Quarta-Feira, 29 de Junho de 2022, 08h:13
Tamanho do texto A - A+

Com aumento de doenças respiratórias, cuidados com a saúde devem ser redobrados no inverno

Medidas simples como lavar as mãos são aliadas na prevenção

Renata Silva
Especial para o Capital News

Renata Silva

Com aumento de doenças respiratórias, cuidados com a saúde devem ser redobrados no inverno

Fotos do último dia frio na capital

Estamos na estação mais fria do ano, nessa época os dias são mais curtos e as noites mais longas. O dia com menos incidência de sol e baixas temperaturas favorecem o aparecimento de doenças respiratórias, por isso os cuidados com a saúde devem ser redobrados.

 

Segundo a médica pneumologista Amanda Almirão Alves entre as doenças mais comuns nesta estação estão a gripe e a covid-19, as rinites alérgicas, asma e bronquite também são frequentes. Entre os motivos do aparecimento delas, estão a aglomerações de pessoas em ambientes fechados e a falta da higiene, principalmente das mãos.

Acervo pessoal

Com aumento de doenças respiratórias, cuidados com a saúde devem ser redobrados no inverno

Médica Pneumologista Amanda Almirão da dicas de como se proteger no inverno


A médica declara que o frio associado ao tempo seco acaba deixando as vias aéreas mais secas, dessa forma surgem as gripes e resfriados quem podem evoluir para pneumonia e sinusite que pode evoluir para meningite. “Essas condições acabam ocasionando a quebra da barreira de proteção das mucosas, sendo a porta de entrada para vírus e bactérias”, acrescenta.

Além disso, a pneumologista explica que as doenças respiratórias podem piorar nessa época do ano, caso não estejam bem controladas como a doença pulmonar obstrutiva crônica e a asma. Ela reforça a atenção que pessoas hipertensas devem ter no inverno já que tendem a ter picos de pressão elevada nessa época do ano e isso aumenta muito o risco de infartos e AVC (Acidente Vascular Cerebral).

As crianças e os idosos também merecem uma atenção especial, porque estão mais propensos a descompensações de doenças de base como a asma e a pressão alta. “Eles precisam estar bastante protegidos quanto a essas mudanças de temperatura e de umidade do ar, muitas vezes possuem sintomas atípicos inicialmente obscurecendo a real gravidade do seu estado de saúde”, detalhou.

Dicas de Prevenção
Para minimizar esses problemas Amanda recomenda que as pessoas mantenham as vias aéreas hidratadas com a lavagem nasal diária no soro fisiológico. Além disso, indica a ingestão de bastante água e que a pessoa se vista apropriadamente.

Renata Silva

Com aumento de doenças respiratórias, cuidados com a saúde devem ser redobrados no inverno

Fotos do último dia frio na capital

 

As atividades físicas ao ar livre são aliadas na prevenção de doenças assim como a umidificação dos ambientes, explica Amanda. É importante, segundo ela, que se evite ambientes fechados e com aglomeração, o uso da máscara é essencial, além de manter as mãos sempre higienizadas. “Avalie sua caderneta de vacina e dos seus familiares, estejam com as vacinas em dia. Especialmente a vacina contra a COVID, contra a Influenza e para aqueles com comorbidades e idosos a vacina contra pneumonia”, finaliza.

Em caso de doença ou qualquer desconforto procure o imediatamente o médico para uma avaliação e quando o caso se tornar urgente busque auxílio no Pronto Socorro.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix