Campo Grande/MS, Quarta-Feira, 20 de Outubro de 2021 |
27˚
(67) 3042-4141
Polícia
Segunda-Feira, 31 de Agosto de 2020, 16h:13
Tamanho do texto A - A+

Rota do tráfico, MS é recordista brasileiro em apreensão

Somente em 2020, Estado já interceptou 512 toneladas de drogas

Elaine Silva
Capital News

Divulgação/PMR

Carreta carregada com maconha é apreendida na Fronteira

Caso aconteceu neste domingo na Fronteira

Somente nos primeiros oito meses, Mato Grosso do Sul, se tornou um grande recordista brasileiro nas apreensões de drogas, atingido 512 toneladas somente em 2020, e olha que o ano nem acabou. Este valor representa um aumento de 111% em comparação com o mesmo período do ano passado, quando foram apreendidas pouco mais de 243 toneladas de entorpecentes.

 

Do total de mais de 512 toneladas de drogas apreendidas em Mato Grosso do Sul, 1,7 toneladas é de cocaína. Deste tipo de droga houve uma queda de -45% em comparação com 2019, quando foram tiradas de circulação 3,1 toneladas da droga. Houve queda também nas apreensões de crack, até agora foram 146 quilos e no ano passado 353.

As apreensões de haxixe aumentaram +106% este ano, com 146,3 quilos e de maconha +111%, com mais de 501 toneladas, contra as 238,2 toneladas apreendidas no ano passado. Outros tipos de drogas, que inclui aquelas sintéticas registraram alta de apreensões de +1.263% em comparação com 2019. Este ano foram 8,3 toneladas e no ano passado 615 quilos.

 

Grande parte das apreensões de drogas, mais de 180 toneladas, foram realizadas pelas equipes do Departamento de Operações de Fronteira (DOF), que também quebrou recorde histórico, com a apreensão de 33,3 toneladas de maconha no dia 26 de agosto. O anterior, de 73,2 toneladas, foi registrado no ano passado pelo Departamento, que é diretamente subordinado ao secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública.

 

Do total de drogas apreendidas este ano, o maior volume, 332,4 toneladas, foram tiradas de circulação no interior do Estado, especialmente naqueles municípios localizados na linha e faixa de fronteira com o Paraguai, durante as ações da Operação Hórus, que é realizada em Mato Grosso do Sul por meio de parceria do Governo do Estado, via Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), com o Ministério da Justiça e Segurança Pública, por meio da Secretaria de Operações Integradas (Seopi).

 

Das drogas tiradas de circulação este ano pelas polícias estaduais no interior, 119,5 toneladas foram apreendidas pela Polícia Militar Rodoviária (PMRv). De janeiro até agora são 30 toneladas a mais que durante todo o ano passado (89,5 toneladas). Para o tenente-coronel Wilmar Fernandes, que comanda a Polícia Militar Rodoviária, os bons resultados refletem os investimentos estaduais e federais. Recorde de apreensão e incineração registrou também a Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico (Denar), que até agora já destruiu 50,6 toneladas de entorpecentes. Durante todo o ano de 2019 foram incineradas 31,7 toneladas. Das 180 toneladas de drogas apreendidas em Campo Grande este ano, 9,7 toneladas foram tiradas de circulação pela Denar.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix