Campo Grande Quarta-feira, 29 de Maio de 2024


Polícia Sábado, 06 de Dezembro de 2008, 11:56 - A | A

Sábado, 06 de Dezembro de 2008, 11h:56 - A | A

Dupla que adulterava combustíveis os vendia a R$ 1,20

Da Redação (LM)

Delegacia Especializada de Repressão a Roubo a Banco, Assaltos e Seqüestros (Garras) prendeu em flagrante duas pessoas responsáveis por um esquema de adulteração de combustível. A operação que aconteceu na noite desta quinta-feira (4) por volta das 20h, em Campo Grande foi decorrente de uma denúncia anônima feita a pouco mais de 10 dias.

Segundo detalhes divulgados pelo Garras hoje, o motorista, Handermil da Silva Francisco, de 35 anos, era responsável por transportar o álcool combustível de uma usina no interior do Estado até um entreposto de abastecimento da Petrobrás localizado na Capital. Chegando ao local combinado, Handermil vendia o litro de álcool pelo preço de R$ 1,00 para Waldir Betancout Junior, de 20 anos que adulterava o combustível com água e revendia clandestinamente a R$ 1,20 a outros postos.

De acordo com a denúncia anônima, o crime, acontecia diariamente. Handermil seria um dos principais motoristas envolvidos no esquema de adulteração. Em depoimento, ele afirmou que o esquema era facilitado por outro funcionário da usina, responsável pelo abastecimento do caminhão tanque. Era colocando combustível em quantidade superior ao que constava na nota e o lacre era deixado frouxo para facilitar a retirada do álcool. O funcionário recebia pelo serviço R$ 50 em dinheiro.

O flagrante que foi filmado pela polícia aconteceu depois que o motorista passou para o veículo Saveiro de Waldir, 14 galões de 25 litros na noite de ontem. Handermil vai responder pelo crime de furto qualificado, cuja pena prevista é de 2 a 8 anos de prisão. Waldir foi autuado pelo crime de receptação, em que a pena prevista é de 1 a 4 anos de reclusão. (MS Record)

Comente esta notícia


Reportagem Especial LEIA MAIS