Campo Grande 00:00:00 Segunda-feira, 22 de Julho de 2024


Polícia Sexta-feira, 21 de Junho de 2024, 14:11 - A | A

Sexta-feira, 21 de Junho de 2024, 14h:11 - A | A

Polícia

Morte de idoso de 70 anos é esclarecida pela DERF

Veículo utilizado para a ação delituosa foi encontrado incendiado

Elaine Oliveira
Capital News

Na segunda-feira (3), foi noticiado o crime de roubo qualificado de violência resulta morte, na forma tentada, conhecido popularmente como latrocínio. O delito em comento foi praticado contra um idoso de 70 anos, que teve sua residência no Bairro Iracy Coelho, na cidade de Campo Grande.

Invadida por uma dupla armada, e que de forma bastante violenta buscava por dinheiro em espécie, sendo certo que em dado momento, um dos autores do crime disse que se não encontrasse dinheiro, mataria a vítima, fazendo com que o idoso tentasse escapar, momento que sofreu dois disparos, sendo um no rosto e outro no tórax. Os ladrões evadiram-se do local sem nada levar.

A Polícia Civil, por intermédio da Delegacia Especializada em Repressão a Roubos e Furtos (DERF), foi acionada para realização do local de crime e coleta de informações e continuou de maneira incessante nos dias subsequentes, sendo possível identificar o veículo utilizado para a prática do crime, bem como o seu possuidor J.S.L. (32), que confirmou ter emprestado o veículo para as pessoas de F.S.A.M. (26) e outro indivíduo, tendo ciência de que praticariam um roubo, mas sem saber dos detalhes.

Divulgação/PCMS

Morte de idoso de 70 anos é esclarecida pela DERF

Caso aconteceu no dia 3 de junho

Ainda foi possível identificar o local onde os perpetradores se esconderam após o crime, bem como onde ocultaram o veículo utilizado, assim como a arma, sendo tal imóvel da pessoa de B.S.R.N. (25), mulher faccionado e que teria a incumbência de hospedar indivíduos do mesmo grupo criminoso, bem como servir como “guarda-roupa”, escondendo armas, drogas e veículos.

Os policiais conduziram J.S.L. por ser partícipe do crime investigado, assim como capturaram e também prenderam B.S.R.N., que além de participar ativamente do grave delito, ainda foi flagrada com balanças e drogas em sua residência. Sendo ambos presos e encaminhados ao Poder Judiciário.

Conforme as diligências avançaram, os policiais levantaram a informação de que F.S.A.M. teria fugido para a cidade de Ribas do Rio Pardo, com medo de ser preso, pois, além de ter praticado o aludido latrocínio ainda estava foragido do sistema prisional pela prática de outro roubo. Conforme as informações da Polícia Civil, os agentes conseguiram encontrar o exato endereço de F.S.A.M., conduzindo-o à sede da Especializada, onde foi interrogado, bem como recapturado. F.S.A.M. ostenta uma longa ficha criminal com toda sorte de delitos graves, como homicídio, roubos e tráfico. F.S.A.M. detalhou as circunstâncias do latrocínio tentado.

Cumpre informar que a investigação prossegue em todo o estado, tendo outros indivíduos já identificados, mas ainda não localizados. Ademais, o veículo utilizado para a ação delituosa foi encontrado incendiado na região norte da capital, de onde foi removido para sede da Delegacia.

Comente esta notícia


Reportagem Especial LEIA MAIS