Campo Grande Segunda-feira, 20 de Maio de 2024



Nacional Sexta-feira, 28 de Novembro de 2008, 18:12 - A | A

Sexta-feira, 28 de Novembro de 2008, 18h:12 - A | A

UNE e Ministério da Saúde realizam caravana de serviços pelo país

Da Redação (JG)

Em parceria com os ministérios da Saúde, Educação e Cultura, a União Nacional dos Estudantes (UNE) encerrou, nesta quinta-feira (27), a Caravana da UNE, que, pela primeira vez, levou o debate sobre saúde para todos os estados do país. “A realização da caravana produzirá avanços na discussão das políticas públicas direcionadas à juventude estudantil e para toda a população usuária do Sistema Único de Saúde (SUS)”, avalia o ministro da Saúde, José Gomes Temporão.

Durante 109 dias, a Caravana percorreu 30 cidades e 28 mil quilômetros, contando com a participação de mais de 160 mil estudantes em 57 debates. Durante toda a programação, foi montada a “Tenda da Saúde” para a divulgação de informações e serviços direcionados aos jovens, como teste rápido de HIV, distribuição de preservativos, vacinação contra a rubéola e coleta de doações de sangue e medula óssea, além de visitas demonstrativas a ambulâncias do Serviço Ambulatorial Móvel de Urgência (Samu).

Desde a largada da Caravana da UNE, no último dia 12 de agosto, na cidade do Rio de Janeiro, foram contabilizados:

- 1,6 mil testes rápidos de HIV, com sete casos positivos (Bahia/1; Paraíba/2; Mato Grosso do Sul/1; Rio de Janeiro/1; Maranhão/1; Espírito Santo/1)

- 2 mil pessoas vacinadas contra a rubéola

- Mais de 400 doações de sangue

- Cerca de 800 cadastros para doação de medula óssea

As ações promovidas pela UNE foram articuladas com o Ministério da Saúde por meio do Instituto Nacional de Câncer (Inca), do Programa Nacional de DST/Aids e do Programa Nacional de Imunização. Para o ministro Temporão, “a participação do movimento estudantil é fundamental para a construção e o controle social da rede pública de saúde”.

Na avaliação do secretário de Gestão do Trabalho e da Educação do Ministério da Saúde, Francisco Campos – que participou do encerramento oficial da Caravana, na Universidade de Brasília (UnB) –, a iniciativa da UNE mantém a saúde pública em discussão dentro do espaço acadêmico e de formação.

De acordo com Campos, a iniciativa poderá estimular avaliações sobre a qualidade e o futuro dos cursos na área da saúde. “Os estudantes têm extrema importância em qualquer processo de aprimoramento curricular e na mudança do foco da saúde, passando de uma cultura de apenas cura para prevenção e promoção da saúde”, afirmou Francisco Campos.

Também participaram do encerramento da Caravana, na Universidade de Brasília, os ministros da Educação, Fernando Haddad, e da Cultura, Juca Ferreira; o secretário nacional de Juventude, Beto Cury; o vice-reitor da UnB, João Batista de Sousa, e os presidentes da UNE, Lúcia Stumpf e do Conselho Nacional da Juventude, Danilo Moreira. (Ministério da Saúde)

Comente esta notícia


Reportagem Especial LEIA MAIS