Campo Grande Quarta-feira, 22 de Maio de 2024



Cotidiano Sábado, 06 de Dezembro de 2008, 11:14 - A | A

Sábado, 06 de Dezembro de 2008, 11h:14 - A | A

Sejusp alerta sobre como comprar pela Internet

Redação Capital News (www.capitalnews.com.br)

A Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), através da Polícia Civil, alerta para cuidados que devem ser tomados em operações de compras efetuadas pela internet. Com a proximidade das festas de final de ano algumas pessoas buscam fugir da correria das lojas e realizam suas compras por meio de sites de venda on-line.

O investigador de Polícia Judiciária Michel Weiler Neves recomenda muito cuidado, e dá dicas para não perder dinheiro: o consumidor deve estar atento para algumas ofertas absurdas encontradas nos sites, preços muito baixos podem esconder perigo; deve-se evitar fazer compras em sites desconhecidos ou intermediários (que fazem o elo entre o consumidor e a loja) - o mais apropriado é que a compra seja feita diretamente no endereço virtual da loja; todas as lojas tem fatores de segurança que devem ser verificados, como qualificação dada por consumidores que já compraram no endereço e número de vendas já realizadas, dados que garantem a equidade da instituição comercial.

“A internet traz diversos benefícios, agiliza as compras, mas o cuidado é importante”, ressalta o investigador. Ele ainda explica que os sites seguros contam com o ícone de um cadeado no navegador, uma garantia de que o endereço é confiável para utilização. “Um cuidado outro cuidado essencial é a manutenção freqüente do próprio computador - um anti-vírus atualizado também é fator de segurança nas operações feitas pela internet”, lembra.

A falta de um anti-vírus operando no computador pode abrir portas para que alguns programas espiões se instalem na máquina. Estes programas são instalados nos computadores por meio de vírus enviados por hackers, o software pode copiar as informações que constam no computador para uso destes espiões da rede. “Para evitar os programas espiões, o usuário deve tomar cuidado com sites com conteúdo pornográfico, jogos ou e-mails desconhecidos, geralmente são estes meios utilizados para o envio dos vírus”, esclarece Michel.

O crime de estelionato é o mais comum registrado em casos de compra e venda de produtos pela internet. O consumidor que se sentir lesado em compras realizadas na rede devem registrar uma ocorrência notificando a ação para a polícia. O registro pode ser feito em qualquer delegacia ou diretamente na Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes contra as Relações de Consumo (Decon). A Decon fica na Rua 13 de Junho, 930, sobreloja, no Centro. O telefone é o 3316-9805, e o e mail é [email protected]. (Notícias MS)

Comente esta notícia


Reportagem Especial LEIA MAIS