Campo Grande/MS, Terça-Feira, 15 de Junho de 2021 |
27˚
(67) 3042-4141
Cotidiano
Domingo, 16 de Maio de 2021, 09h:07
Tamanho do texto A - A+

Panificadora do Presídio da Gameleira entra em funcionamento

Foram investidos em torno de R$ 210 mil na construção e adequação de local

Elaine Silva
Capital News

Divulgação/Agepen

Panificadora do Presídio da Gameleira entra em funcionamento

Panificadora da Gamaleira

Idealizada pelo Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (TJMS), por meio da 2ª Vara de Execução Penal de Campo Grande, a padaria do Centro Penal Agroindustrial da Gameleira, entrou em funcionamento na última semana. A padaria da Gameleira conta com forno turbo, cilindro profissional, modeladora para pães, amassadeira espiral com capacidade para 25 kg, câmaras para crescimento de pães, assadeiras de alumínio, mesas de inox, balança elétrica, divisora de massa, congelador horizontal, esteiras para pão francês, câmara para 40 assadeiras, bebedouro e câmara climática.

Divulgação/Agepen

Panificadora do Presídio da Gameleira entra em funcionamento

Abertura aconteceu nessa semana


Conforme o juiz Albino Coimbra Neto, responsável pelo projeto, ao todo foram investidos em torno de R$ 210 mil na construção e adequação de local e na compra de maquinários de panificação. De acordo com a Agepen, a estimativa é produzir aproximadamente 2 mil pães por dia, a metade irá atender a demanda interna da Gameleira e a outra metade será doada a instituições sociais, como a Central Única de Favelas (Cufa). “O principal objetivo é gerar vagas de trabalho aos reeducandos, bem como, capacitação profissional ao mercado de trabalho, ao mesmo tempo, em que contribui com a questão social”, assegura o secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, Antonio Carlos Videira, que acompanhou a inauguração da padaria da Gameleira.

O projeto é desenvolvido por meio de parcerias entre a Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen), TJMS e Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), por meio da Fundação de Apoio à Pesquisa, ao Ensino e à Cultura (Fapec) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac).

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix