Campo Grande Segunda-feira, 20 de Maio de 2024



Cotidiano Terça-feira, 11 de Novembro de 2008, 11:23 - A | A

Terça-feira, 11 de Novembro de 2008, 11h:23 - A | A

Murilo abre Seminário de Inclusão Digital em Campo Grande

Jefferson Gonçalves - Redação Capital News (www.capitalnews.com.br)

O governador em exercício Murilo Zauith, abriu nesta terça-feira, o Seminário de Discussão da Rede Estadual de Inclusão Digital de Mato Grosso do Sul, no Centro Cultural Rubens Gil de Camillo. O evento visa buscar alternativas para se elevar a capacidade de transferência de dados da internet em Mato Grosso do Sul, sua abrangência e o acesso mais amplo da população aos computadores e as redes de informática disponíveis no Estado.

O principal desafio é garantir a todos os municípios do Estado acesso a internet de banda larga. E as possibilidades abertas pela tecnologia de ponta nos municípios do interior vão além da simples conexão privada pela população.

A democratização da banda larga garante o desenvolvimento de novos projetos públicos nas áreas de saúde (redes de transplante e de gerenciamento de vagas em hospitais), educação (ensino à distância e novos projetos pedagógicos nas salas de aula) e na gestão financeira.

Segundo o engenheiro Frederico Valente, Diretor de Promoção de Investimento (DPI) da Secretaria de Desenvolvimento do Centro Oeste (Ministério da Integração), o custo benefício da ampliação da rede de dados no Estado é incalculável. “Sob o ponto de vista social é um avanço que custa relativamente pouco, mas que oferece infinitas possibilidades de inclusão”, afirmou.

“A democratização da informação e da tecnologia de ponta asseguram a população, de modo geral, a capacidade de exercer uma cidadania plena e a abertura de um novo universo de possibilidades”, acrescentou Murilo Zauith.

O seminário de Inclusão Digital é realizado pelo Ministério da Integração Nacional, por intermédio da Secretaria de Desenvolvimento do Centro Oeste (SCO/MI), juntamente com governo do Estado, e acontece até amanhã na Casa da Indústria, na Capital.

Participam do encontro órgãos federais, estaduais, municipais e instituições privadas. Juntos eles devem formalizar a criação da Rede Estadual de Inclusão Digital, através da assinatura de um Termo de Cooperação entre governo federal e estadual. (Com informações da assessoria)

Comente esta notícia


Reportagem Especial LEIA MAIS