Campo Grande Segunda-feira, 20 de Maio de 2024



Cotidiano Quinta-feira, 06 de Novembro de 2008, 07:25 - A | A

Quinta-feira, 06 de Novembro de 2008, 07h:25 - A | A

Meta do governo é entregar 50 mil Vale Rendas no Estado

Redação Capital News (www.capitalnews.com.br)

O governo do Estado entregou, na tarde de ontem, cartões do Programa Vale Renda para 1.443 famílias da capital. Os benefícios foram entregues no ginásio do Parque Ayrton Senna. Com os benefícios entregues hoje (5), o executivo atingiu a meta inicial de incluir 13.544 famílias ao Programa em Campo Grande.

 

De acordo com a secretária de trabalho e assistência social de Mato Grosso do Sul, Tania Mara Garib, em todo o Estado já foram entregues 44.893 benefícios. A meta do governo era de 50 mil, objetivo já alcançado, se considerarmos que as 5 mil que ainda não recebem o dinheiro, precisam estar com a documentação atualizada. “As pessoas cadastradas que ainda não têm o cartão em mãos precisam resolver os problemas com Cadastro de Pessoa Física (CPF). Algumas nem tem o documento e sem ele é impossível abrir conta em banco,”afirmou.

A secretária disse ainda que o Estado começa uma nova etapa do Programa: identificar os jovens que precisam de qualificação profissional para que sejam encaminhados aos cursos profissionalizantes e assim conseguir vaga no mercado de trabalho; verificar os adultos analfabetos para que sejam alfabetizados; analisar os idosos com direitos a outros programas sociais como o Benefícios de Prestação Continuada (BPC) e encaminhar as famílias que precisam de atendimento nos Centros de Referência Social (Cras). Para isso, vão acontecer visitas domiciliares para acompanhar os beneficiários para que com o investimento social eles consigam se emancipar.

 

A dona de casa Rita Alice Vargas Medina tem 5 filhos e diz que os R$ 120,00 que passa a receber a partir de agora vão ajudar no sustento da família. O marido, que trabalha como segurança de rua, ganha apenas 1 salário mínimo, o que mal dá para manter a casa. “É um complemento para nós que não temos qualificação para arrumar emprego melhor,” assegurou. (Notícias MS)

Comente esta notícia


Reportagem Especial LEIA MAIS