Campo Grande 00:00:00 Quinta-feira, 18 de Julho de 2024


Meio Ambiente Sexta-feira, 21 de Junho de 2024, 10:12 - A | A

Sexta-feira, 21 de Junho de 2024, 10h:12 - A | A

Pantanal

Incêndios: equipe do Gretap atua no monitoramento de animais feridos no Pantanal

Até drones estão sendo utilizados na busca pelos animais

Layane Costa
Capital News

Bruno Rezende/Governo de MS

Incêndios: equipe do Gretap atua no monitoramento de animais feridos no Pantanal

Equipe do Gretap na Estrada Parque

Em busca de animais feridos ou debilitados em meio ao incêndio florestal que atinge o Pantanal, o Grupo de Resgate Técnico Animal Cerrado Pantanal (Gretap) está atuando na região da Estrada Parque, entre os municípios de Corumbá e Miranda. Até drones estão sendo utilizados na busca pelos animais.

A coordenadora operacional do grupo é a bióloga e médica veterinária Paula Helena Santa Rita. Ela explica que os atendimentos serão feitos no local pela equipe do Gretap ou em Campo Grande, no hospital de animais silvestres Ayty.

"Começamos na região conhecida como Buraco das Piranhas e percorremos toda a Estrada Parque até o Porto da Manga. Os animais [que não necessitaram de atendimento] estão agrupados onde há água, mas também encontramos mais distante emas. Mesmo elas estando em uma área que já foi toda queimada, decidimos não interver pois observamos em 2020 que as aves, quando tentávamos prestar auxílio, acabavam voando em direção ao fogo", conta Paula.

Bruno Rezende/Governo de MS

Incêndios: equipe do Gretap atua no monitoramento de animais feridos no Pantanal

Drones estão sendo utilizados nas buscas

Paula faz parte do corpo docente da Universidade Católica Dom Bosco (UCDB) e coordena o biotério da instituição. Ela conta que o cenário encontrado agora é melhor que no início da alta temporada de incêndios florestais no ano de 2020.

"A não visualização de tantos animais incinerados já mostra uma mudança de comportamento da população local, com a confecção aceiros, que são uma ferramenta importante de prevenção da expansão das chamas mas também são usados como um corredor de fuga para os animais", explica a coordenadora do Gretap.

A equipe de resgate do Gretap é composta por biólogos, veterinários e técnicos que realizaram um "pente-fino" na região da Estrada Parque e nesta sexta-feira (21) se deslocam para duas regiões: uma parte dos integrantes fica no entorno de Corumbá, enquanto a outra vai para o Paraguai-Mirim e Porto Laranjeira.

Nestes locais segue o trabalho de monitoramento em áreas atingidas pelos incêndios florestais em busca de animais feridos ou debilitados que precisem de atendimento. Além dos animais silvestres, existe também preocupação do Gretap com o bem-estar dos animais domésticos e de produção.

Hospital Ayty

O Ayty é considerado o maior hospital veterinário da América Latina no atendimento exclusivo para animais silvestres. A estrutura do local é completa com centro cirúrgico, exames de imagens, laboratório, áreas específicas para recuperação e de quarentena para aves, mamíferos e répteis.

Combate fogo

Já o Corpo de Bombeiros de Mato Grosso do Sul está atuando diretamente no combate aos incêndios florestais no Pantanal. Ao todo, 13 bases avançadas foram instaladas em solo pantaneiro para reduzir o tempo de resposta ao fogo em locais mais isolados. Atualmente cinco frentes de trabalho são as principais.

Guarnições atuam nesse enfrentamento na região do Paraguai-Mirim; na Curva do Leque, próximo ao Porto da Manga e Abobral; na região da Bahia Negra, em Corumbá; próximo à aldeia Kadiwéu, na região do Barranco Branco; e em Ladário, às margens do rio Paraguai, onde guarnições das bases avançadas Corumbá e Lourdes estão empenhados em debelar as chamas.

Na última terça-feira (18), a guarnição da base avançada do Rabicho combateu um incêndio florestal na região do Formigueiro, com auxílio de oito fuzileiros navais e uma equipe do PrevFogo, à margem esquerda do rio Paraguai. O combate começou às 14h e, por volta das 21h, todos os focos foram extintos.

Militares da Base Avançada Forte Coimbra realizaram o monitoramento na região da Lagoa Bonita com drone, para averiguar possíveis focos, e também fizeram o reconhecimento de possíveis rotas por terra com camionete e por água com lancha.

Bruno Rezende/Governo de MS

Incêndios: equipe do Gretap atua no monitoramento de animais feridos no Pantanal

Equipe segue agora para mais duas regiões

Comente esta notícia


Reportagem Especial LEIA MAIS