Campo Grande Quinta-feira, 30 de Maio de 2024


Rural Sexta-feira, 05 de Dezembro de 2008, 17:02 - A | A

Sexta-feira, 05 de Dezembro de 2008, 17h:02 - A | A

FCO destina R$ 478,6 mi para ampliar e modernizar empreendimentos

Redação Capital News (www.capitalnews.com.br)

O FCO aprovou 34 pedidos de financiamento em reunião extraordinária, realizada ontem (4) na Capital. As deliberações contemplam novas empresas bem como aquelas já atuantes no Estado, cujos investimentos somam R$ 478,6 milhões para ampliação, modernização e conclusão de seus empreendimentos. A reunião aconteceu na Secretaria de Desenvolvimento Agrário, Produção, Indústria, Comércio e Turismo (Seprotur).

Entre os projetos aprovados estão os das empresas VCP, em Três Lagoas (R$ 116 milhões para conclusão da unidade industrial de produção de celulose); e Aurora, em São Gabriel do Oeste (R$ 135,2 milhões para ampliação e modernização da unidade frigorífica de suínos); além de outros projetos que se propõem a agregar valor aos produtos sul-mato-grossenses, como a Brasil Bioenergia, em Nova Andradina (R$ 160 milhões para processamento da soja e produção de biocombustível).

A pauta contemplou também novos investimentos de alto interesse do governo – pois possibilita a diversificação da economia estadual – como os das empresas West Cotton Têxtil, em Costa Rica, principal pólo de produção de algodão no MS (R$ 537 mil para implantação de unidade de fiação de algodão) e TB Indústria e Comércio, em Três Lagoas (R$ 5,8 milhões para implantação de unidade de confecções de roupas); assim como da Cerâmica Alvorada, em Nova Alvorada do Sul (R$ 1,1 milhão para implantação de unidade industrial para produção de cerâmica), e por fim para ampliação da capacidade armazenadora de grãos, em Rio Brilhante (R$ 3,5 milhões para construção de armazém com capacidade de armazenagem de 6 mil toneladas).

O setor de florestas, com sete cartas-consulta em pauta, foi integralmente atendido dentro da prioridade já concedida para essa área – ampliar a produção florestal e atender as demandas das siderúrgicas instaladas (4 unidades) e em vias de instalação (2 unidades), além do setor moveleiro. Destaca-se o projeto da Florágua, em Três Lagoas e Selvíria. Os projetos somam R$ 37,7 milhões.

Associado ao esforço de exploração florestal, também foram aprovados dois projetos para implantação de seringueira na região nordeste do Estado, contemplando os municípios de Paranaíba e Inocência (os projetos somam R$ 340,1 mil).

O setor pecuário também participou da pauta tendo entre os pleitos atendidos projetos para recuperação de pastagem (dois projetos que somam R$ 3 milhões), aquisição de matrizes e retenção de matrizes na planície pantaneira (seis projetos que somam R$ 2,9 milhões) e na Zona de Alta Vigilância (um projeto no valor de R$ 300 mil).

Os pleitos aprovados abrangem os seguintes municípios: Nova Andradina, Três Lagoas, São Gabriel do Oeste, Sonora, Campo Grande, Costa Rica, Dourados, Nova Alvorada do Sul, Deodápolis, Jardim, Rio Brilhante, Corumbá, Aral Moreira, Caarapó, Água Clara, Inocência, Bandeirantes, Rio Verde de MT, Caracol, Coxim, Paranaíba, Nioaque, Camapuã e Sete Quedas.

FCO 2009

Os recursos de financiamento para o próximo ano deverão ser analisados na próxima semana durante a 49ª Reunião do Conselho Deliberativo do FCO, em Brasília. Na ocasião a representante do Estado no Conselho, a secretária Tereza Cristina Corrêa da Costa Dias (Seprotur), participa da discussão dos programas e recursos a serem utilizados na região Centro-Oeste.

Já o Conselho Estadual do FCO volta a se reunir no próximo dia 16 para as últimas deliberações desse ano.

Comente esta notícia


Reportagem Especial LEIA MAIS