Quarta-feira, 29 de Maio de 2024


Nacional Segunda-feira, 22 de Dezembro de 2008, 13:06 - A | A

Segunda-feira, 22 de Dezembro de 2008, 13h:06 - A | A

Receita deixa 361.451 declarações presas na malha fina de 2008

Da Redação (JG)

A Receita Federal informou na sexta-feira que 361.451 declarações do Imposto de Renda Pessoa Física de 2008 (ano-base 2007) ficaram retidas na malha fina.

O número representa uma redução de 118.261 em relação às declarações presas na malha em 2007.

Os maiores problemas encontrados, segundo a Receita, foram omissões de rendimentos (44,07% do total) e divergências do IR retido na fonte (30,78%).

Inicialmente, 906.046 declarações apresentaram problemas. A maioria desses contribuintes, no entanto, foi informada dessas divergências ao consultar o site da Receita e teve a declaração liberada ainda neste ano.

Para saber se teve a declaração liberada, o contribuinte pode acessar a página da Receita na internet ou o Receitafone (146).

Último lote de restituições
Nesta semana, chegou aos bancos o dinheiro do sétimo e último lote de restituições do IR 2008. Os contribuintes que não estiverem nele --e em nenhum dos anteriores-- tiveram as declarações retidas pela malha fina.

Pela legislação, a Receita tem até cinco anos para processar a declaração deste ano e devolver o dinheiro ao contribuinte. Esse prazo começa a ser contado no dia 1º de janeiro de 2009.

Para saber o motivo de a declaração estar retida na malha, o contribuinte pode acessar o site da Receita e clicar em `IRPF - Consulta declarações entregues e restituição.` É preciso ter os números do CPF e do recibo da declaração.

Ao entrar em `IRPF - Extrato Simplificado do Processamento`, o contribuinte saberá o motivo que levou a declaração para a malha. Na maioria dos casos, a retificação da declaração resolve o problema.

Se houver algum problema mais grave, não informado no site, o contribuinte terá de aguardar uma notificação da Receita para prestar esclarecimentos.

Comente esta notícia


Reportagem Especial LEIA MAIS