Quinta-feira, 23 de Maio de 2024



Cultura e Entretenimento Quarta-feira, 17 de Dezembro de 2008, 09:48 - A | A

Quarta-feira, 17 de Dezembro de 2008, 09h:48 - A | A

Marcos Assunção apresenta o show “Num Tom Brasileiro” no Cena Som

Da Redação

Projeto da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul, o Cena Som desta quinta-feira (18/12), encerra sua edição 2008 com o show “Num Tom Brasileiro” do músico Marcos Assunção, a partir das 21h, no Teatro Aracy Balabanian do Centro Cultural José Octávio Guizzo.

No show, Marcos Assunção apresentará além de músicas instrumentais, músicas inéditas compostas com Everaldo de Magalhães. Haverá também a participação dos músicos convidados, entre eles: Adriano Praça (flauta e sax), Gabriel Basso (contrabaixo), Nini de Castro (bateria) e Marcelo Costa (acordeom). A diversidade rítmica e a riqueza harmônica são evidentes nas composições de Marcos Assunção. “A junção de música e poesia é fruto de anos de pesquisa em busca de uma música autêntica”, afirma. Sua música foca o regionalismo e busca novos horizontes para a música popular produzida em Mato Grosso do Sul. Os instrumentos utilizados, como a viola caipira, fazem com que o universo sonoro navegue por diversos gêneros tipicamente brasileiros. Faz das variações rítmicas uma viagem pela pluralidade cultural existente no Estado e no Brasil. O compositor dissemina a cultura através de histórias e poesias em meio de melodias refinadas da genuína música extraída da criatividade sul-mato-grossense.

Recentemente Marcos Assunção foi classificado no Projeto Pixinguinha, promovido pela Funarte (Fundação Nacional de Artes), por meio do qual receberá um prêmio para a gravação de um novo CD. Muitos artistas que hoje integram o primeiro time da música brasileira, como Djavan, Zé Ramalho e Adriana Calcanhotto, começaram a ganhar projeção nacional a partir de suas participações no projeto Pixinguinha, desde que o programa foi criado, em 1977.

Os ingressos para o show “Num Tom Brasileiro” terão valor único de R$ 7,50. Mais informações podem ser obtidas no Centro Cultural José Octávio Guizzo que fica na rua 26 de Agosto, 453, centro ou no telefone (67) 3317-1792. (Com assessoria)
.

Comente esta notícia


Reportagem Especial LEIA MAIS