Campo Grande Quinta-feira, 23 de Maio de 2024


Cotidiano Quinta-feira, 18 de Dezembro de 2008, 16:52 - A | A

Quinta-feira, 18 de Dezembro de 2008, 16h:52 - A | A

PRF inicia amanhã Operação Verão na rodovias federais

Da Redação (LM)

A Polícia Rodoviária Federal lança amanhã, 19 de dezembro, a Operação Verão, que tem como objetivo principal, a intensificação da fiscalização devido ao grande número de pessoas que se utilizam das rodovias nos períodos de férias e festas de fim de ano e carnaval. A Operação se estende até 08 de março de 2009. No Estado são 345 Policiais Rodoviários Federais que estarão envolvidos na Operação, que contará com patrulhamento em viaturas e motocicletas Harley Davidson, e utilização de radares, etilômetros na fiscalização.

A orientação inicial é para que, antes da viagem, seja feito um verdadeiro check-up no veículo, em especial às condições dos pneus, freios e suspensão, como também quanto ao funcionamento dos equipamentos elétricos (iluminação externa, inclusive sua regulagem, e substituição da borracha dos limpadores de pára-brisa).

Um dos fatores que mais preocupa a PRF neste período, é que muitos motoristas, acostumados a dirigirem muito mais no perímetro urbano, e que desconhecem ou têm pouca experiência no modo de dirigir em meio ao tráfego "pesado", por um longo período de tempo, com velocidade acima da que a que está acostumado, enfim com todas as condições adversas que possa encontrar na viagem em rodovias, possa cometer erros e se envolverem em acidentes.

Independentemente da experiência do condutor, a Polícia Rodoviária Federal pede mais paciência e prudência, pois as infrações mais registradas são relativas às ultrapassagens proibidas, os excessos de velocidade.

No caso das CNH, 90% das apreensões são por vencimentos dos exames médicos, mas o condutor poderá ter a sua CNH apreendida e até mesmo ir parar na Delegacia de Polícia caso pratique direção perigosa e/ou no caso de ser constatada a ingestão de bebidas alcoólicas.

Chuvas

O período da Operação Verão, caracteriza-se como muito chuvoso nas regiões, sul, sudeste e Centro-Oeste, e os riscos de derrapagem, aquaplanagem e dificuldades de visibilidade são muito comuns. Pneus desgastados ("carecas"), iluminação externa e limpadores de pára-brisas deficientes podem influenciar predominantemente para o envolvimento em acidentes.

Em caso do condutor deparar com chuva torrencial, o conselho da Polícia Rodoviária Federal é para que procure não parar sobre a pista ou até mesmo no acostamento, devendo procurar um local (Rua, posto de combustível e afim) fora da malha viária para evitar colisões. Muitas colisões traseiras acontecem neste momento, por falta de visibilidade ou por não obedecer a distância regulamentar de segurança entre veículos.

No caso de sol, uma atenção em especial no período do amanhecer e entardecer, onde acontece um fenômeno chamado penumbra, onde, embora se acione os faróis, o condutor tem dificuldades de visibilidade, e ainda mais quando a direção da estrada se volta para o sentido do sol.

Lembrando também que todos os ocupantes dos veículos devem utilizar o cinto de segurança. Uma atenção aos passageiros do assento traseiro. Também é importante a conscientização ecológica no sentido de não se jogar objetos pela janela durante a viagem.

Procure se informar sobre as condições do tempo nos lugares por onde vai passar. O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) disponibiliza gratuitamente informações sobre o tempo no endereço www.inmet.gov.br;

Evite circular à noite. Além do risco da perda de visibilidade, o socorro mecânico é sempre mais lento. (Com informações da Assessoria)

Comente esta notícia


Reportagem Especial LEIA MAIS