Campo Grande/MS, Quinta-Feira, 13 de Dezembro de 2018 |
27˚
(67) 3042-4141
Opinião
Quinta-Feira, 06 de Dezembro de 2018, 19h:15
Tamanho do texto A - A+

Ficar sem menstruar faz mal?

Por Helena Proni*

Artigo de responsabilidade do autor
Envie seu artigo para opiniao@capitalnews.com.br

Divulgação

Helena Proni - Artigo

Helena Proni

 

O endométrio é o tecido que reveste o útero por dentro e é preparado a cada ciclo menstrual, pelo estímulo do estrogênio e da progesterona, para receber uma gestação. A cada mês, quando a gestação não ocorre, o nível destes hormônios cai, gerando a "morte" e descamação deste tecido, o que chamamos de menstruação. Atualmente temos os diversos métodos contraceptivos hormonais que contém progesterona, com ou sem estrogênio.

 

Ficar sem menstruar devido ao uso contínuo destes métodos não causa problemas à saúde, pois este processo de proliferação e morte do endométrio não ocorre. Ao contrário do que dizem nossas avós e os mitos populares, o sangue não fica preso no útero, nem sobe para a cabeça.

Cortar a menstruação pode inclusive ser benéfico, pois evita perda sanguínea, prevenindo anemia, diminui o risco e a progressão da endometriose, e é mais cômodo, higiênico e ecológico, pois não gasta absorventes.

Por outro lado, quem não usa nenhum hormônio e não está menstruando precisa procurar assistência médica para descobrir a origem do problema, pois a falta da produção de estrogênio e/ou progesterona pelo organismo pode causar doenças, como câncer de endométrio e osteoporose.

 

 

*Helena Proni

Graduada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo. Fez Residência Médica em Ginecologia e Obstetrícia pela Santa Casa de Misericórdia de São Paulo e Aperfeiçoamento em Ginecologia Endócrina, Climatério e Anticoncepção; e Patologia do Trato Genital Inferior e Infecção pela Santa Casa de Misericórdia de São Paulo. É mestre em Ciências pela Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix