Campo Grande/MS, Segunda-Feira, 27 de Fevereiro de 2017 | 14:56
27˚
(67) 3042-4141
Cotidiano
Quinta-Feira, 05 de Janeiro de 2017, 13h:53
Tamanho do texto A - A+

OAB pede reconstituição de morte de empresário ou afastamento de delegada

O presidente da OAB/MS afirma que delegada não está sendo imparcial no caso

Myllena de Luca
Capital News

Deurico/Capital News

População em massa prestigia Desfile na Capital e aproveitam para protestar

Mansour Karmouche

A Ordem dos Advogados do Brasil em Mato Grosso do Sul (OAB/MS) protocolou um pedido de reconstituição simulada do crime em que o policial rodoviário federal matou o empresário. O caso aconteceu no começo da manhã do dia 31 de dezembro de 2016. Se o pedido for negado, a OAB pedirá o afastamento da delegada Daniela Kades, responsável pelas investigações.

Em entrevista ao Capital News, o presidente da OAB/MS, Mansour Karmouche, afirmou que a delegada está partindo somente para a linha defensiva. “A investigação é mais ampla, a delegada não está sendo imparcial. No começo do inquérito ela já estava falando em legítima defesa. Se for negado o pedido de reconstituição, aí pediremos o afastamento dela”, afirma o presidente.

O Ministério Público Estadual (MPE) fez pedidos também direcionados a delegada Daniela Kades. Promotores querem que perícia seja feita para confirmar se empresário desviou de buraco.

O Capital News tentou contato com a delegada, mas até o fechamento da matéria não obteve respostas.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix