Campo Grande/MS, Segunda-Feira, 24 de Setembro de 2018 | 01:13
27˚
(67) 3042-4141
Cotidiano
Quinta-Feira, 14 de Junho de 2018, 16h:16
Tamanho do texto A - A+

Campanha de vacinação contra gripe é prorrogada pela baixa adesão

Em Mato Grosso do Sul, 145,2 mil pessoas do público-alvo ainda não tomaram vacina

Esthéfanie Vila Maior
Capital News

Divulgação/PMCG

A dez dias do fim da campanha contra gripe, mais de 105 mil ainda não se imunizaram

Campanha de vacinação segue até dia 22 de junho

O Ministério da Saúde prorrogou, mais uma vez, a Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe, devido a baixa adesão e proximidade do inverno. O público-alvo tem até o dia 22 de junho para se vacinar.

 

Em Mato Grosso do Sul, cerca de 80,30% do público-alvo foi imunizado, totalizando 592.159 pessoas. A meta da Secretaria de Estado de Saúde (SES) é vacinar pelo menos 90% dos 737.395 pertencentes aos grupos prioritários.

 

As cidades que já alcançaram a meta podem imunizar outros dois grupos estabelecidos pelo Ministério da Saúde. As vacinas remanescentes devem ser destinadas às crianças de cinco a nove anos e adultos de 50 a 59 anos. O Estado recebeu 811 mil doses.

 

Nacional

Além da aproximação do inverno, período de maior circulação do vírus da gripe, a quantidade de casos e mortes por Influenza registrados no Brasil também é preocupante. Os números dobraram em comparação com o mesmo período de 2017.

 

O Ministério da Saúde reforça a importância dos estados e municípios continuarem a vacinar os grupos prioritários. Segundo o último levantamento, 11,8 milhões de pessoas ainda precisam se vacinar contra a gripe. Desde o início da Campanha, em 23 de abril, 77,6% da população prioritária buscaram os postos de saúde. A meta é vacinar 54,4 milhões de pessoas.

 

Público-alvo

  • Indivíduos com 60 anos ou mais; 
  • Crianças de 6 meses a cinco anos; 
  • Gestantes e mulheres até 45 dias após o parto; 
  • Trabalhadores de saúde; povos indígenas;
  • Portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais;
  • Adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas; 
  • População privada de liberdade; 
  • Funcionários do sistema prisional;
  • Professores (público ou privado) do ensino básico, médio e superior.

 

Documentos

Para receber a dose, é necessário apresentar o Cartão Nacional de Saúde (CNS) ou número prontuário da rede de saúde de Campo Grande (Hygia); documento pessoal de identificação e caderneta de vacinação, caso tenha.

 

São solicitados outros comprovantes para alguns grupos.

  • Profissionais de saúde: carteira de conselho ou holerite; 
  • Gestantes e puérperas: cartão da gestante, laudo médico ou exames com identificação; 
  • Doentes crônicos: laudo médico, atestado da doença ou cópia do receituário médico recente;
  • Indígenas: cadastro na Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai).

 

Prevenção

  • Lavar as mãos com água e sabão e utilizar álcool gel 70% regularmente, especialmente após tocar o nariz, a boca ou superfícies que possam estar contaminadas;
  • Proteger o nariz e a boca, cobrindo com lenços descartáveis quando espirrar ou tossir;
  • Evitar tocar a boca e o nariz;
  • Melhorar a circulação de ar abrindo janelas;
  • Evitar locais com grande aglomeração de pessoas;
  • Manter hábitos saudáveis: comer e dormir bem, além de praticar exercícios físicos regulares.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix