Campo Grande/MS, Quarta-Feira, 12 de Dezembro de 2018 |
27˚
(67) 3042-4141
Colunistas
Segunda-Feira, 16 de Julho de 2018, 12h:22
Tamanho do texto A - A+
Colunistas

O que você precisa saber antes de abrir um e-commerce

Por Gustavo Torniero

Da coluna Tecnologia
Artigo de responsabilidade do autor

Mapear o público e escolher uma boa plataforma é indispensável para abrir uma loja virtual

Istock Photos

ColunaTecnologia

O e-commerce quase dobrou de tamanho em quatro anos. A expansão do setor se deve a diversos fatores, como praticidade e comodidade. Só no primeiro semestre de 2017, o comércio eletrônico faturou R$21 bilhões, 7,5% a mais do que em 2016, no mesmo período, de acordo com a 36ª edição do relatório Webshoppers, da consultoria Ebit. Para aproveitar todos os benefícios de comercializar os produtos de forma virtual, no entanto, é necessário conhecer alguns itens indispensáveis.

 

Antes de tudo, você precisa reunir o máximo de informações que você puder sobre o assunto. Diversas empresas disponibilizam manuais, artigos e e-books sobre as técnicas e práticas mercadológicas inerentes ao comércio eletrônico. A Agência Conversion, por exemplo, possui um guia dedicado ao e-commerce, com dicas para orientá-lo a criar uma loja virtual.

O planejamento é essencial nessa fase. Primeiro de tudo você precisa decidir o que você quer vender e para quem. Essa decisão pode parecer simples, mas ela vai guiar todas as ações seguintes, desde a comunicação até a forma como você vai negociar os produtos. Mapeie todos os dados sobre o público, como idade, classe social, renda média e interesses.

 

Todos os dados coletados serão importantes para você potencializar seu marketing e vender o produto de forma assertiva para o consumidor. Quanto mais você sabe sobre ele, mais fácil será entender como ele pensa e qual a melhor forma de atingí-lo. Depois de fazer um perfil completo de quem é o seu consumidor (ou persona, como é chamado pelo mercado), é hora de estabelecer a comunicação tanto com os fornecedores quanto com os clientes.

É importante escolher os melhores fornecedores de produtos possíveis, para não correr o risco de começar o e-commerce sem a matéria-prima necessária. Faça uso de sistemas virtuais que facilitem o controle da mercadoria e do relacionamento com esses fornecedores. No caso dos consumidores da loja virtual, disponibilize canais de relacionamento para que ele possa tirar todas as dúvidas que tiver, como Whatsapp, e-mail, chat on-line e telefones de contato.

 

Depois desse planejamento estratégico, é hora de colocar a mão na massa. Você precisa escolher com muito cuidado a plataforma de e-commerce utilizada para realizar as vendas e gerenciar o e-commerce. Cheque a infraestrutura do serviço, as funcionalidades incluídas, o suporte oferecido, além de verificar se a plataforma tem todas as ferramentas e recursos de que você necessita e se é otimizada para motores de busca (para aumentar as chances de ser conhecido e encontrado).

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix