Campo Grande/MS, Domingo, 08 de Dezembro de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Polícia
Quinta-Feira, 18 de Julho de 2019, 13h:57
Tamanho do texto A - A+

Pistoleiros são presos após execução

Polícia paraguaia flagrou a ação dos autores e os perseguiu

Elaine Silva
Capital News

Divulgação/Porã News

Pistoleiros são presos após execução

Motivo do crime ainda não foi revelado

Depois de executar o pecuarista brasileiro Agnaldo Correa Lesme, 48 anos, os pistoleiros
Wenceslau Oviedo Acosta, de origem paraguaia e o brasileiro Rubens Torales Huerta, foram perseguidos e presos minutos após o crime. A ação da dupla foi flagrada pelos agentes da Polícia Nacional do Paraguai de Capitan Bado. Ainda não foi informado o motivo do crime.

Agnaldo estava em uma caminhonete Toyota Hilux, próximo a Linha Internacional entre as cidades de Capitan Bado e Coronel Sapucaia, quando foi atacado a tiros por dois homens que estavam em uma motocicleta. De acordo o site Porã News, a vítima foi atingida por disparos de 9mm e morreu na hora.

Os autores estava em uma motocicleta e tiveram a ação vista pelos policiais que iniciaram a perseguição e a prisão. Com Wenceslau e Rubens foi apreendido a arma usada no crime e uma moto Kenton com placa do Paraguai. Os dois foram levados para a sede da Polícia Nacional do Paraguai onde estão sendo ouvidos.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix