Campo Grande/MS, Segunda-Feira, 15 de Agosto de 2022 |
27˚
(67) 3042-4141
Nacional
Sábado, 25 de Junho de 2022, 17h:22
Tamanho do texto A - A+

Covid-19: quem tomou vacina da Janssen precisa de uma terceira dose?

Brasileiros que tomaram apenas duas doses da Janssen se perguntam sobre a necessidade de mais um reforço, principalmente com a alta de casos. Segundo o Ministério da Saúde e especialistas, as duas doses são suficientes até o momento

Brasil 61
Luciano Marques

Breno Esaki/Agência Saúde DF

Covid-19: quem tomou vacina da Janssen precisa de uma terceira dose?

Vacina da Janssen

Para os brasileiros entre 18 e 60 anos, o Ministério da Saúde recomenda a vacinação contra a Covid-19 com duas doses, além do reforço. Mas quem se imunizou com a vacina da Janssen, tomou uma segunda dose do imunizante e não recebeu a terceira. Com o aumento de casos da doença, muitos se perguntam se e quando um novo reforço será autorizado.

Ana Denise de Sousa, professora da rede pública de ensino no Distrito Federal, observa que o cenário na escola onde trabalha é de temor e o sentimento é de que os profissionais estão desprotegidos.  

“A escola já está em pânico com essa situação de estarmos sem a cobertura da Janssen. Nós tivemos a primeira dose, os colegas tiveram, entre dezembro e fevereiro, a segunda dose, e o que a gente está constatando na escola é que os professores estão bem desesperados, os casos de Covid estão aumentando, tem professores contaminados, uns três colegas”, relata a professora.

Segundo informações do Ministério da Saúde, as diretrizes não mudaram. Assim, as duas doses significam esquema vacinal completo. Em nota, a pasta informou que o esquema vacinal com o imunizante da Janssen é composto pela dose única e a dose de reforço, aplicada dois meses após a primeira.

O infectologista Hemerson Luz corrobora a informação do Ministério da Saúde e diz que, a não ser que um estudo mude o cenário atual, ainda não há necessidade de uma terceira dose da Janssen. Ele explica que a vacina é considerada um forte indutor de imunidade contra a Covid-19, protegendo contra casos graves da doença com eficácia de até 85%, após a segunda dose.

“Os dados atuais indicam que as pessoas que foram vacinadas com a primeira e segunda doses da vacina da Janssen têm uma proteção muito boa contra a Covid-19, contra as formas mais graves, por isso devem ficar tranquilos e seguir, com certeza, todas as estratégias e medidas preventivas que forem estipuladas pelas autoridades sanitárias”, ressalta o especialista.

Segundo dados do Localiza SUS, quase 20 milhões de doses da vacina da Janssen foram aplicadas durante a campanha de vacinação contra a Covid-19 no Brasil. Diferentemente dos imunizantes de outros laboratórios, a vacina é aplicada em apenas uma dose. E quem a tomou precisa de apenas mais uma dose de reforço, segundo as atuais orientações do Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19 (PNO), do Ministério da Saúde.

Ainda segundo a pasta, pessoas que receberam dose de reforço com outro imunizante, que não a Janssen, também já estão com o esquema vacinal completo e não devem receber outra dose de Janssen ou de outro imunizante.

No total, mais de 435,3 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19 já foram aplicadas, levando em conta todos os imunizantes disponibilizados. Até o momento,  666,9 mil mortes ocasionadas pela doença foram registradas.
 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix