CapitalNews

Domingo, 23 de Janeiro de 2022, 07h:00

Pessoas Novas Para Um Ano Novo

Por Wanderson R. Monteiro*

Artigo de responsabilidade do autor
Envie seu artigo para opiniao@capitalnews.com.br

O início de ano é sempre carregado de emoções e esperanças. O ano novo nos traz a esperança de que tudo seja melhor do que no ano que passou, que trouxe, para todos nós, a frustração de planos, de desejos, e muitos sonhos não realizados, nos enchendo de expectativas para o ano que se inicia. Mesmo com todas as coisas ruins que o ano que terminou nos trouxe se sobressai a esperança de que o novo ano seja melhor.

Divulgação

Wanderson R. Monteiro - Artigo

Wanderson R. Monteiro

 

Estamos iniciando mais um ano que, provavelmente, nos trará muitas surpresas e desafios, e será necessário que guardemos em nossos corações a esperança de que, no fim, tudo ficará bem, que tudo se resolverá em nossas vidas se acreditarmos que uma verdadeira mudança é possível, e caminharmos em direção à ela, compromissados a abandonar e deixar para trás tudo aquilo que nos impede de sermos pessoas melhores, e de termos um ano realmente novo. Se queremos um ano novo, devemos ser pessoas novas, com novas ideias, planos e atitudes… Para um ano realmente novo, precisamos de ter uma vida nova, só assim o novo ano será muito mais do que uma repetição de dias em um ciclo sem fim.

Se existe um fato inquestionável em todo o nosso mundo, e realidade, é o fato de que tudo está em constante mudança, inclusive nós mesmos. Tudo o que acontece ao nosso redor tem a capacidade de nos tornar pessoas diferentes, têm o potencial para nos tornar pessoas novas, e nos transformar. Todos os dias, mediante todas as circunstâncias que estão ao nosso redor, somos transformados, e nos tornamos, aos poucos, pessoas diferentes.

Mesmo diante do fato de que somos transformados todos os dias, que estamos em constante metamorfose a cada instante, não é raro encontrarmos pessoas que insistem em continuar sendo “iguais”, sempre as mesmas; com a mesma “cabeça”, os mesmos erros, os mesmos problemas, as mesmas histórias, os mesmos conceitos, a mesma pequena visão de mundo. Diante da constância de tudo, decidiram permanecer iguais, por mais que os anos se passem, se fechando a tudo que poderia os transformar em pessoas melhores.

Nesse ano que ainda está no seu início, que venhamos a fazer uma pequena reflexão: Vale a pena continuar sendo a mesma pessoa, com o mesmo modo de pensar, tendo os mesmos problemas, cometendo os mesmos erros, repetindo sempre as mesmas respostas, a mesma cadeia de pensamentos, tendo a mesma visão ínfima de mundo? Ou não seria melhor que, reconhecendo que seremos sempre pessoas diferentes, querendo ou não, nos tornarmos conscientemente pessoas melhores a cada dia, buscando agregar em nós as coisas boas, os bons exemplos, os bons ensinamentos... deixarmos ser mudados por cada livro lido, por cada filme assistido, por cada conversa com as pessoas, pela nossa convivência e passagem pela vida?


Nosso ano somente será diferente quando novas atitudes forem tomadas, e isso não depende do término do ano, depende de sermos pessoas novas, diferentes do que fomos no ano passado e, assim, assumirmos uma postura nova diante dos acontecimentos de nossas vidas e do mundo.

 

 

*Wanderson R. Monteiro
dudu.slimpac2017@hotmail.com
São Sebastião do Anta - MG


Fonte: CapitalNews

Visite o website: wwww.capitalnews.com.br