CapitalNews

Quinta-Feira, 08 de Setembro de 2016, 11h:26

Olarte: Defesa admite possibilidade de Delação Premiada, mas foco é liberdade

Carta é sintética na qual ele apenas renuncia ao mandato de vice- prefeito e de prefeito revela Jail Azambuja

Juliana Brum
Capital News

Juliana Brum/Capital News

Presidente da Câmara aguardará posicionamento dos procuradores da Casa

Advogado espera liberação de Olarte a qualquer momento

Advogado de Defesa de Gilmar Olarte, Jail Azambuja,  por volta das 9h40 da manhã desta quinta-feira (8), ao sair da sala do presidente da Câmara falou com a imprensa sobre os próximos passos da defesa de seu cliente após renúncia.

 

“Não descartamos nenhuma das possibilidades de defesa e hoje a Delação premiada é uma delas, mas nestem momento não é o nosso foco. Foco é trabalhar na liberação do Gilmar e da Andréia. A carta é sintética  na qual ele apenas renuncia ao mandato de vice-prefeito e de prefeito. Não há outras colocações e traz apenas estes termos” explicou Jail. 

 

Quanto aos processos que Olarte responde, o advogado também esclareceu: “Ele responde a uma ação penal no tribunal que é aquela de 2014 a qual chama Operação Adna e mais dois processos os quais ele é denunciado, que é Operação Coffe Break e a Operação Pecúnia, onde ele foi preso em 15 de agosto. Estamos aguardando a Decisão do STF sobre sua liberação a qualquer momento” disse Azambuja.

 

 Saiba mais

  Prefeito afirma que pedido de renúncia de seu vice é troca de concessões e reprova atitude

  Sessão relâmpago anuncia renúncia de Gilmar Olarte ao cargo de vice-prefeito de Campo Grande
  Preso Gilmar Olarte decide em renunciar ao cargo de vice-prefeito da Capital

 

Jail chegou na Câmara por volta das 8h30 e entregou em mãos a carta de renúncia ao presidente da Casa de Leis que logo após da entrega oficial, seguiu o rito lendo o pedido durante a sessão desta quinta-feira (8).


Fonte: CapitalNews

Visite o website: wwww.capitalnews.com.br