Campo Grande/MS, Segunda-Feira, 27 de Junho de 2022 |
27˚
(67) 3042-4141
Educação
Quinta-Feira, 24 de Março de 2022, 09h:53
Tamanho do texto A - A+

Professores rejeitam proposta e mantém greve pela segunda semana

Prefeitura propõe dividir reajuste em três parcelas durante o ano para recompor piso nacional

Rogério Vidmantas
Capital News

Hédio Frazan/Dourados News

Dourados Greve Professores

Categoria decidiu em assembleia manter paralisação e aguarda melhores propostas

Segue sem acordo o embate entre a Administração de Dourados e os educadores da Rede Municipal de Ensino (Reme). Em assembleia nesta quarta-feira (23), a categoria decidiu não aceitar a proposta feita pela Prefeitura e manter a greve que está na segunda semana.

 

No encontro entre os representantes do Sindicato Municipal dos Trabalhadores em Educação (Simted) e o prefeito Alan Guedes e equipe, além de uma comissão de vereadores que acompanham as negociações, foi mantida a proposta já apresentada aos profissionais do magistério de reajuste parcelado em três vezes neste ano, com o primeiro deles acontecendo na data base de abril de 8%, o segundo em agosto de 7,5% e o último de 2,39% para dezembro. 

 

Além disso, foi acordado o encaminhamento de um Projeto de Lei à Câmara de Vereadores ainda no primeiro semestre para aumento de 15% nos vencimentos parcelado em duas vezes, com 7,5% a partir de 2023 e outros 7,5% em 2024 para se chegar ao piso de R$ 3.846 para 20h semanais. 

 

Na assembleia realizada na sede do Simted, o resultado pela manutenção da paralisação foi apertado, o que pode mostrar que a categoria já enxerga uma possibilidade de acordo mais próxima. Na votação, 117 votos foram favoráveis para que o movimento continuasse, contra 102 pela suspensão da greve. 

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix