Campo Grande Quinta-feira, 30 de Maio de 2024


Cotidiano Terça-feira, 11 de Novembro de 2008, 11:08 - A | A

Terça-feira, 11 de Novembro de 2008, 11h:08 - A | A

Ferroeste será gerida por instituição pública

Da Redação (JG)

Os governos do Paraná e do Mato Grosso do Sul assinaram em Foz do Iguaçu uma carta de intenções para que seja criada uma instituição pública voltada à gestão da Ferroeste – empresa de capital misto controlada pelo governo do Paraná. O documento, firmado pelos governadores Roberto Requião (PMDB-PR) e André Puccinelli (PMDB-MS), também prevê a construção de um ramal ferroviário entre Cascavel, no Oeste do Paraná, até o Mato Grosso do Sul. O anúncio foi feito no encerramento da Rodada de Integração Produtiva de Governadores e Prefeitos do FCCR (Foro Consultivo de Municípios, Estados Federados, Províncias e Departamentos do Mercosul).

O governador André Puccinelli disse que a assinatura da carta de intenções e a consequente criação da instituição pública abrem caminho para a União classificar a ferrovia como obra prioritária no orçamento. “A união já havia se comprometido em colocar no orçamento como obra prioritária de investimento, ou mesmo inclui-la no PAC”, diz. Na visão de Puccinelli, a ferrovia possibilitará o barateamento do frete e alavancará as economias do Mato Grosso do Sul e do Paraná. A intenção do governo sul-matogrossense é ligar os municípios de Maracaju, Dourados, Mundo Novo, Guaíra, Cascavel e assim escoar a produção pelo Porto de Paranaguá.

Segundo o secretário estadual de assuntos federativos, Alexandre Padilha, a Ferroeste faz parte de um projeto mais amplo que prevê a construção de um canal ferroviário no Mercosul, cuja pretensão é ligar o Porto de Antofagasta, no Chile, a Paranaguá, com ramificações no Mato Grosso do Sul e em Santa Catarina. O BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) está atualmente fazendo um estudo de viabilidade para ver quais serão os melhores trechos bioceânico.

Em setembro, o governo do Paraná também havia assinado uma ordem para iniciar um pré-estudo de viabilidade a fim de construir um ramal da ferrovia entre o Sudoeste do Paraná e o Oeste de Santa Catarina. (Gazeta do Povo)

Comente esta notícia


Reportagem Especial LEIA MAIS