Campo Grande/MS, Domingo, 03 de Julho de 2022 |
27˚
(67) 3042-4141
Colunistas
Sábado, 23 de Abril de 2022, 15h:24
Tamanho do texto A - A+
Colunistas

Motorista de caminhão: uma das profissões que mais se destaca no Brasil

Por Débora Ramos

Da coluna Educação e Carreira
Artigo de responsabilidade do autor

Além das qualificações obrigatórias, é fundamental saber trabalhar sob pressão

iStock

ColunaEducaçãoECarreira

A profissão de motorista de caminhão se mostrou indispensável para o Brasil nos últimos anos, principalmente depois da greve da categoria, em 2018, que parou o país inteiro. Mais recentemente, durante a pandemia, muitas cidades só não ficaram desabastecidas porque motoristas de caminhão viraram dia e noite para transportar as mercadorias, mesmo com todo o clima de incerteza que dominava o mundo. Com tudo isso, o ofício de caminhoneiro ganhou destaque, e muita gente planeja ingressar nesta carreira, cheia de altos e baixos, mas que está em seu momento de ápice.

A profissão de motorista de caminhão é uma tradição em muitas famílias, mas para exercê-la, é necessário muito mais que experiência. Para se tornar um profissional interessante para o mercado, é preciso saber trabalhar sob pressão, em situações muitas vezes adversas, e assumir responsabilidades. Você quer adentrar neste mundo? Separamos algumas dicas para você começar, sem medo e sem dúvidas.

Se encaixe nas exigências
As empresas que contratam motoristas de caminhão levam em consideração quesitos como conhecimento técnico, responsabilidade e equilíbrio emocional. Além disso, exigem que o candidato possua pelo menos o 2º grau completo e já tenha concluído algum curso obrigatório, oferecido por entidades como o SEST/SENAT. Outra exigência fundamental é ter o registro de atividade remunerada na carteira de motorista.

Por falar em CNH, é necessário que o profissional tenha a habilitação para conduzir caminhões, que é a categoria C. Para aqueles que irão dirigir veículos grandes, é obrigatório que possua a CNH na categoria E, que permite dirigir veículos acima de 6 toneladas. Para motoristas que irão transportar cargas perigosas, é exigida também a comprovação de conclusão de cursos de formação específicos para isto. Quem possui a carteira de motorista na categoria D não pode dirigir caminhão, apenas veículos que transportam passageiros.

Quando o motorista for tirar a licença para dirigir, será necessário também realizar o exame toxicológico CNH, que deverá ser refeito a cada 2 anos e 6 meses.

Escolha sua área de atuação
As opções são muitas, e é importante que o motorista de caminhão escolha a área que ele irá trabalhar. Ele poderá focar em ser um profissional autônomo e escolher as viagens e rotas que deseja fazer; para isso, terá que comprar seu próprio caminhão e cumprir exigências específicas previstas na legislação para atuar na área. O autônomo tem mais flexibilidade no trabalho e muita possibilidade de crescimento.

Mas o caminhoneiro poderá escolher também trabalhar em regime CLT, e ficará à disposição da empresa, com roteiros e condições de trabalho preestabelecidas, uma opção que inclui segurança financeira maior e os benefícios da carteira assinada.

Outra escolha que o profissional precisa fazer é o tipo de caminhão que deseja dirigir; quem possui a CNH na categoria C poderá dirigir veículos mais leves, que normalmente rodam por percursos menores, no perímetro urbano. Já quem possui a CNH na categoria E poderá dirigir caminhões pesados, que rodam em percursos longos e demorados.

Invista em qualificação
Não basta saber dirigir um caminhão; o profissional que pretende uma boa oportunidade no mercado precisa se qualificar. São obrigatórios os cursos de EAR (Exerce Atividade Remunerada), direção defensiva, direção econômica e mecânica básica. Em alguns casos, é necessária também a formação em Mopp, para transporte de cargas perigosas e carga indivisível.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix