Campo Grande/MS, Sábado, 17 de Novembro de 2018 |
27˚
(67) 3042-4141
Rural
Sexta-Feira, 06 de Julho de 2018, 18h:10
Tamanho do texto A - A+

Plano Safra 2018/19 já está disponível para produtores

Em Mato Grosso do Sul são R$ 220 milhões referentes às linhas de crédito para agricultura familiar

Esthéfanie Vila Maior
Capital News

Agraer

Plano Safra 2018/19 já está disponível para produtores

O valor foi anunciado pela Superintendência do Banco do Brasil do Mato Grosso do Sul

Já estão disponíveis os R$ 220 milhões referentes às linhas de crédito do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), em Mato Grosso do Sul. Os juros foram reduzidos de até 5,5% para 4,6% ao ano. O limite de renda para financiamento também foi alterado, passando de R$ 360 mil para R$ 415 mil nesta nova safra.

 

Se somados os valores direcionados aos grandes, médios e pequenos produtores do Estado, foram disponibilizados de R$ 6,4 bilhões. O montante correspondente ao mesmo aprovado em julho do último ano. Desse total, R$ 780 milhões são para o produtor de médio porte, R$ 5,4 bilhões ao produtor de grande porte e os R$ 220 milhões para a agricultura familiar.

 

O valor foi anunciado pela Superintendência do Banco do Brasil do Mato Grosso do Sul. O evento de lançamento do Plano Safra 2017/18 foi promovido na Agência Estilo, centro da Capital.

 

Em todo o país, serão destinados R$103 bilhões, sendo R$ 11,5 bilhões para as empresas da cadeia do agronegócio e R$ 91,5 bilhões em crédito rural aos produtores e cooperativas. Desse montante, R$ 72,8 bilhões são para operações de custeio e comercialização e R$ 18,7 bilhões para créditos de investimento agropecuário.

 

O Plano Safra terá redução de até 1,5% nas taxas de juros do crédito rural para as linhas de custeio, investimento e comercialização da agricultura empresarial. Para o Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural (Pronamp), serão destinados R$ 14,3 bi nesta safra. Já para o Pronaf, o banco deve aplicar R$ 13,1 bilhões.

 

O Banco do Brasil responde por 60% dos créditos disponibilizados para os trabalhos no campo. Já a agricultura é responsável por 23% do Produto Interno Bruto (PIB) e por 44% do total das exportações brasileiras.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix