Campo Grande/MS, Sábado, 23 de Setembro de 2017 | 03:21
27˚
(67) 3042-4141
Rural
Sexta-Feira, 08 de Setembro de 2017, 11h:21
Tamanho do texto A - A+

Juros da Caixa ficam menores e bons pagadores podem ter desconto ainda maior

Abatimento nas taxas dos recursos obrigatórios da instituição podae chegar a 1,8 ponto percentual

Flávio Brito
Capital News

Produtores rurais de Mato Grosso do Sul com boa avaliação de crédito poderão desconto de até 1,8 pontos percentuais nos juros da Caixa Econômica Federal, segundo Evandro Narciso de Lima, superintendente do banco, que anunciou a redução nas taxas dos recursos obrigatórios da instituição financeira.

De acordo com as informações da assessoria de imprensa da Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul (Famasul) taxa de juros para as operações com recursos obrigatórios da Caixa , até então precificada em 8,5% ao ano (a.a), no mês de setembro, será reduzida para 7,7% a.a tanto para custeio como para comercialização. Conforme a análise de crédito, a taxa chegará a 6,7%.

Sistema Famasul/Divulgação

Juros da Caixa ficam menores e bons pagadores podem ter desconto ainda maior

 Gerentes da Caixa Econômica Federal se reuniram com o presidente da Famaul para falar sobre crédito rual

“A notícia é positiva, considerando que o setor agropecuário passa, atualmente, por um momento de dificuldade de precificação. É um incentivo que oportuniza aos produtores opções para trabalhar até a retomada dos preços e, consequentemente, a melhoria da rentabilidade”, afirmou o presidente do Sistema Famasul, Mauricio Saito.

“É um momento decisivo no crédito rural. Iniciou o Plano Safra e a Caixa quer se apresentar como alternativa potencial para o produtor, por isso, o atrativo é para aproximar o agricultor e pecuarista sul-mato-grossense e fortalecer a atividade no campo”, garantiu o dirigente da Caixa no Estado, que esteve na sede da Famasul, esta semana, para tratar destes detalhes.

Participaram, ainda, da reunião o gerente de atendimento, Fábio Takumi Kaihara, e o gerente de clientes e negócios, Everton Dayan de Moraes Ferreira.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix