Campo Grande/MS, Sexta-Feira, 19 de Janeiro de 2018 | 21:51
27˚
(67) 3042-4141
2017
Segunda-Feira, 01 de Janeiro de 2018, 13h:00
Tamanho do texto A - A+

Times do MS seguem figurantes em competições nacionais

Sete de Dourados, Comercial e Operário enfrentaram clubes de outros estados em 2017 sem sucesso

Rogério Vidmantas
Capital News

Anderson Ramos/Capital News

Comercial 1 x 3 Ceilândia Brasileirão Série D

Comercial caiu na segunda fase da Série D do Brasileiro para o Ceilândia-DF

retro2017

O ano de 2017 terminou e mais uma vez os clubes de Mato Grosso do Sul foram apenas figurantes nas competições nacionais, situação que se repete desde a reorganização do futebol brasileiro na virada de século. Desta vez, Sete de Dourados, Comercial e Operário FC enfrentaram adversários além dos limites estaduais e os resultados ficaram longe dos objetivos. O principal, acesso para a Série C do Campeonato Brasileiro, nem de perto foi visualizado.

Copa Verde
Pela primeira vez, o Estado teve dois representantes na Copa Verde, competição regional que tem como prêmio classificar o campeão direto para a fase de oitavas de final da Copa do Brasil do ano seguinte e um prêmio superior a R$ 1,2 milhão. O Operário garantiu lugar com a terceira colocação no Estadual 2016 e o Sete, campeão, beliscou um convite para a fase preliminar com a desistência do Atlético-GO.

Anderson Ramos/Capital News

Operário desperdiça gols e tropeça em casa na estreia pela Copa Verde

Em casa, Operário empatou com o Luziânia e queda veio na partida de volta

 

Em campo o desempenho não foi diferente das decepcionantes participações de Cene em 2014/15 e do Comercial em 2016. Contra o Ceilândia-DF, o Sete caiu com empate em 1 a 1 no Estádio Douradão e derrota por 3 a 0 no Distrito Federal. Já na primeira fase, o Galo enfrentou o Luziânia-DF e, no Estádio Morenão, ficou no 1 a 1. No jogo de volta perdeu por 1 a 0 e retornou ao MS desclassificado. O Luverdense-MT foi melhor que o Paysandu-PA na decisão e ficou com o título.

Em 2018, o Operário volta a disputar a competição enfrentando na primeira fase o Cuiabá-MT. Mais uma vez, o MS ganhou uma vaga na fase preliminar, ocupada pelo Corumbaense que joga contra o Ceilândia-DF.

Copa do Brasil
Na competição mais democrática do país as melhores posições estavam fora de cogitação, então a passagem do Sete de Dourados para a segunda fase ficou longe de ser decepcionante. Já o Comercial, derrotado pelo Joinville-SC, no Estádio Morenão, por 1 a 0, ficou logo na estreia.

Noé Faria/Arquivo

Sete River

Juan, no meio da área, marcou o gol da classificação do Sete na Copa do Brasil

 

No Estádio Douradão, o Sete recebeu o River-PI na sua primeira participação no torneio e apenas vencendo poderia passar de fase. No seu melhor jogo do ano, o time douradense conseguiu suportar a melhor qualidade do adversário nos primeiros minutos e equilibrar a partida, a ponto de, quase no fim do primeiro tempo, abrir o placar com gol do zagueiro Juan. A vantagem deu tranquilidade para, na etapa final, controlar a partida e segurar o placar de 1 a 0 até o final.

Na segunda fase, o Sete teve pela frente o Sport-PE e a marca histórica de pela primeira vez enfrentar uma equipe da Série A do Campeonato Brasileiro. No jogo, disputado na Ilha do Retiro, no Recife, a classificação do time sul-mato-grossense era improvável e a superioridade dos pernambucanos resultaram em tranquilos 3 a 0, gols de Rogério e dois de Leandro Pereira.

Em 2018, as vagas são de Corumbaense e Novo, campeão e vice estadual, respectivamente. O carijó recebe o ASA-AL enquanto o Novo joga contra o Salgueiro-PE.

Série D

No Campeonato Brasileiro a expectativa, apesar da dificuldade dos clubes sul-mato-grossenses, é da busca do acesso à terceira divisão, mas, assim como em 2016, a classificação para a segunda fase foi o máximo a ser comemorado. Sete de Dourados e Comercial repetiram as participações do ano anterior, mas com resultados opostos.

Com excelente primeira fase em 2016, terminando inclusive na liderança do seu grupo, o Sete de Dourados, desta vez, sucumbiu diante os adversários e, nos seis jogos, foi derrotado cinco vezes, conseguiu um empate, fechando na lanterna da chave que teve ainda União-MT e Aparecidense-GO, classificados, e o Luziânia-DF.

Já o Comercial foi mais longe, depois de duas quedas consecutivas na primeira fase. Enfrentou Ceilândia-DF, Anápolis-GO e Sinop-MT e, com dez pontos, terminou empatado com o time candango na liderança, mas em desvantagem no saldo de gols.

A inédita classificação animou os colorados e na fase seguinte foi reeditado os confrontos contra o Ceilândia. A partida de ida foi disputada no Morenão, com vitória dos visitantes por 1 a 0. Na volta, apenas a vitória poderia levar o Comercial adiante e o time vermelho chegou a abrir vantagem, mas o Ceilândia buscou o empate em 1 a 1 e a classificação.

Em 2018, Corumbaense e Novo disputam a Série D do Brasileiro.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix