Campo Grande/MS, Quinta-Feira, 13 de Dezembro de 2018 |
27˚
(67) 3042-4141
Política
Quinta-Feira, 06 de Dezembro de 2018, 12h:03
Tamanho do texto A - A+

Vereadores de Campo Grande aprovam aumento salarial para próxima legislatura

PL estabelece que os salários dos vereadores seja 75% da remuneração do deputados estaduais, como prevê a Constituição Federal

Flávio Veras
Capital News

 

Flávio Veras/Capital News

Vereadores de Campo Grande aprovam aumento salarial para próxima legislatura

João Rocha afirmou que PL seria uma compensação, já que a atual legislatura nao obteve reajuste

Os vereadores de Campo Grande aprovaram na manhã de hoje (6) o aumento do salário para a próxima legislatura, entre os anos de 2021 a 20024. O Projeto de Lei 9.153,  da Mesa Diretora, foi aprovado em regime de urgência e agora segue para o sanção do Prefeito Marquinos Trad (PSD). 

 

Os parlamentares definiram que a remuneração será 75% do valor do salário dos deputados estaduais. O valor, que hoje é de R$ R$ 15.031,76 deve passar para cerca de R$ 19 mil, reajuste obteve alta de 26%.

 

Os dois votos contrários a matéria foram dos vereadores André Salineiro (PSDB) e Vinícius Siqueira (DEM). 

 

Segundo o presidente da Casade Leis, João Rocha (PSDB), esse aumento seria uma compensação, já que essa legislatura já havia aberto mão de reajuste salarial. "O aumento não foi possível virtude da situação que encontrava a gestão do prefeito Trad . Já houve um realinhamento e começa a ter um equilíbrio para ter validade a partir de 2021", afirmou.

 

E complementou a fala dizendo que Pela Constituição Federal essa parcela de 75% do salário dos deputados estaduais é válida. Agora entendemos que é justa, por conta dessa defasagem de oito anos", completou Rocha.

Flávio Veras/Capital News

Vereadores de Campo Grande aprovam aumento salarial para próxima legislatura

Projeto de Lei 9.153 foi aprovado em regime de urgência e agora segue para o sanção do Prefeito Marcos Trad (PSD) 

Outros

Ainda, foi aprovada, também em urgência, a Proposta de Emenda à Lei Orgânica 79/18, da Mesa Diretora, que altera e acrescenta dispositivos na Lei Orgânica do Município de Campo Grande, a qual trata do subsídio do prefeito, vice-prefeito e secretários. Essa proposta, no entanto, terá de ser votada em segunda discussão, após dez dias, seguindo prazo regimental.  

 

Também foram aprovados três Projetos de Decreto Legislativo que concedem título de “Visitante Ilustre” da cidade de Campo Grande, todos em única discussão e votação. O 1.932, do vereador William Maksoud, ao Ministro do Supremo Tribunal Federal Luís Roberto Barroso.

 

Já o Decreto 1.934, dos vereadores Prof. João Rocha e William Maksoud, concede o título a Thiago Henrique de Oliveira Camilo, atleta brasileiro do judô. Por fim, o Projeto 1.935 concede o título ao Dr. Francisco Luiz Escórcio Lima, assessor especial do Ministro da Secretaria de Governo. 

 

Ainda, em regime de urgência, em única votação, foi aprovado o Projeto de Resolução 410/18, da vereadora Dharleng Campos, que dispõe sobre a comemoração do Dia do Radialista pela Câmara Municipal de Campo Grande e dá outras providências.

 

Os vereadores mantiveram ainda Veto Total do Poder Executivo ao Projeto de Lei 8.912/18, que dispõe sobre a criação do Programa "Adote um Campo de Futebol", no Município de Campo Grande, de autoria dos vereadores William Maksoud e Carlão. 

 

Foi mantido ainda o veto parcial do Poder Executivo ao Projeto de Lei 8.953/18, que institui no calendário oficial de eventos do Município de Campo Grande, os Jogos Universitários Campo-Grandenses (Jucg) e dá outras providências. A proposta é dos vereadores Papy, Valdir Gomes, Ademir Santana, William Maksoud e Carlão.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix